O EVANGELHO DE CRISTO

Publicado: 04/03/2012 por Rubem Cruz em Jesus
Tags:, ,

Bom dia gente bonita,hoje é domingo e quero dizer que domingo vai ser um dia especial no blog, terão convidados escrevendo aqui,videos,humor e etc. De segunda a sábado vocês ficaram com os nossos maravilhosos colunistas que vocês já conheceram durante a semana e nesse domingo convidei minha amiga Joana Paula para está escrevendo para vocês,preparem-se porque o Senhor vai falar com vocês,que Deus abençoe a todos,vamos para o post:

“Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo” —[Hebreus 1:1,2]

E dessa forma a humanidade teve acesso ao verbo em forma de homem, ao filho de Deus encarnado e andando entre nós, a Verdade, aquele a quem o apóstolo Paulo disse que deveríamos ser imitadores.

E entende Jesus que é chegada hora do inicio do seu ministério, senta com seus escolhidos  para definir estratégias, lembrando que ele procurou os melhores e mais conceituados homens, afinal precisava de gente que sabidamente seguia cada vírgula da lei e andava com largas filactérias debaixo do braço, não poderia ser visto andando por aí com qualquer tipo de pessoa, pois isso poderia prejudicar sua reputação de filho de Deus. Finalmente vestiu suas melhores vestes, pois entendia que bem vestido dariam mais crédito para suas palavras e saiu, em busca de se fazer conhecido.

Que isso, Joana?  “Que heresia! Está amarrada, repreendida, chuta que é laço.”

A sensação que tenho nesses nossos tempos onde a religiosidade transborda pelas paredes dos templos e arrasta para longe aqueles que estão à margem, é que estão complicando algo que é simples, leve e puro, estão complicando o Evangelho de Cristo. Não existe evangelho quando nos afastamos do exemplo de Jesus, não existe cristão, não existe real amor, não existe vida quando nos afastamos do exemplo de Jesus.

E quando falo isso não estou me referindo ao conjunto de regras que temos todos os dias tentado cumprir, a risca, com a intenção de ganhar estrelas douradas e um confortável lugar no paraíso. Não estou falando de todas as vezes que nos chicoteamos ou chicoteamos o irmão na certeza que Jesus faria o mesmo conosco. Esquece. Isso não é evangelho.

Imaginem Jesus entrando em Jerusalém e muitos olhando e dizendo que não era possível,  afinal era simples demais, era pouco demais, era pobre demais para ser o messias. Será que hoje não fazemos o mesmo? Fantasiamos o evangelho, renegamos a Graça, para que ele seja aceitável para as cobranças demandas da nossa natureza arrogante e insatisfeita?

Imaginem a cena de Jesus com a mulher que foi pega no adultério  e seus acusadores…

Jesus começa com um sermão em três pontos e em seguida convoca assembleia extraordinária com seus 12 discípulos, começa uma longa explicação sobre aquele pecado terrível e…  Acho que estou contando da maneira errada.

 Quem não tem pecado que atire a primeira pedra!
E depois conclui:
 Cadê os teus acusadores? Eu também não te condeno, agora vá e não peques mais.

Parece simples demais. Com certeza aquela mulher vai pecar novamente, olhe as roupas dela e aquela maquiagem, as pessoas com quem ela anda.

– Jesus, Jesus chega mais. Você nem explicou para ela que se ela pecasse novamente queimaria no fogo do inferno e o deixaria triste, que era preciso que ela mudasse a forma de vestir, de falar, se afastasse daqueles amigos terríveis?

Penso que Jesus responderia:

– Para que filha? Eu já a amei.

Que coisa linda meu querido Jesus, de que valeriam minhas palavras diante do seu amor que realmente transforma.

Simples como a resposta que Jesus a Marta:

não te importa que eu fique aqui atarefada e Maria fique aí aos teus pés?
– Marta, Marta, andas atarefadas com muitas coisas, mas só uma importa…

Puro e simples como Jesus disse a mulher Samaritana ao ser perguntado qual melhor lugar para adorar:

– Te digo pois, que nem em Jerusalém, e nem no monte, mas importa que os que O adorem, O adorem em espírito e em verdade

Quer ganhar sua família? Ame

Quer ganhar seus amigos? Ame

Quer ganhar seus vizinhos? Ame

Mas ame com seus olhos, com suas mãos, com seu sorriso. Que não seja necessário usar as palavras. E não saia por aí correndo atrás de almas, pois você não é “caça-fantasmas”, interesse-se pelas pessoas por inteiro ou simplesmente a cada ato, pergunte-se como Jesus faria e não se escandalize ao vê-lo sentado junto aos publicanos e pecadores
“E vestiram-no de púrpura e, tecendo uma cora de espinhos, lha puseram na cabeça. E começaram a saudá-lo, dizendo: Salve, Rei dos judeus. E feriram-no na cabeça com uma cana, e cuspiram nele, e, postos de joelhos, o adoravam”

Quem tiver ouvidos, que ouça.

Recebam essas palavras com amor.

Joana Paula

https://www.facebook.com/profile.php?id=100002004980759

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s