O AMOR E O PORTUGUÊS

Publicado: 22/05/2012 por Rubem Cruz em Amor
Tags:, ,

Os verdadeiros bobos são aqueles que tratam o amor como uma ciência exata, estes são tolos, não existe fórmula para amar, “química” não significa amor, é     apenas atração, não se utiliza o coração, que fato triste. Ainda bem que eu não gosto de ciências exatas, não me relaciono bem nem com a matemática tão pouco com a física. Prefiro o bom português, posso literalmente conduzir as palavras, diante da gramática posso adaptar ou improvisar, assim como diante do amor você pode ter atitude e surpreender.

Não gosto de fórmulas, não gosto de regras para o amor, sou defensor de um bom português, assim como sou defensor do amor. Improvise o seu texto, faça algo diferente, surpreenda, deixe o amor te alcançar, esteja longe ou perto, saiba soletrar as palavras chaves para o seu coração aprender a amar, reconheça que a saudade é aonde os sentimentos não se deixam ir, porque no amor há lealdade.

Para amar não se usa calculadora, mas tal como o português talvez você precise se expressar, conversar, falar! Que tal colocar caneta e papel em mãos e deixar a inspiração do português do amor seguir em linhas retas e escrever uma linda história, cuidado, preste atenção na pontuação e na acentuação, não deixe de lado o coração. Não confunda advérbio de modo com advérbio de tempo, tudo tem sua hora certa, mas o que mais importa é não errar a conjugação do verbo amar.

William Shakespeare escreveu “Romeu e Julieta”, Nicholas Sparks escreveu “Diário de Uma Paixão”, mas Deus é o autor mais romântico que conheço, o amor DELE é incondicional, através desse amor já escreveu várias histórias: Isaque e Rebeca, Jacó e Raquel, logo ELE quer também escrever a sua história, basta esperar e confiar! Enquanto isso ore para que você seja um pouco parecido com o ELE: romântico, cavalheiro, educado e surpreendente, e se preciso for que você ame ao ponto de dar sua vida por alguém, seria um sacrifício prazeroso.

O lamentável é que em tempos reais as pessoas tem medo até de conjugar o verbo amar ou tratam o amor de forma demasiadamente errada. Tenha coragem e ame! Não esconda, não tente disfarçar, você pode chorar ou sorrir, mas não use o 1-2-3, use o A-B-C, no amor é melhor soletrar do que contar, não importa quantas vezes ou quantas são, o que importa é que sejam rosas ou flores! Entendeu? Isso é amar.

Que me desculpe à matemática, mas no amor 1+1 não é 2! Basta seguir “A Verdade” e você descobrirá que verdadeiramente no amor 1+1 = 1! Não se assuste, é isso mesmo! O amor está além da razão humana, além da ciência, você nunca viverá o amor se tentar realmente compreender! Pare de tentar definir o que é ou não o amor, apenas viva, desfrute do amor!

Deus é amor, logo devemos tratar o amor tal como Deus, mesmo sem entender temos que viver! Assim como um texto poético, não se explica, acontece! Escreva e use o português de forma simples tal como o amor, porque não é necessário ser sofisticado ou intelectual para amar. Então, espero que você simplesmente viva o amor.

“Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros.
Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor.”  (1 João 4:11-12)

“Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.” (1 Coríntios 13:13)

Theo Vieira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s