Arquivo de setembro, 2012

CRISTO É TUDO QUE VOCÊ TEM?

Publicado: 29/09/2012 por Rubem Cruz em Jesus

Esse vídeo me abençoou muito, espero que faça o mesmo com você!

Rubem Cruz

Anúncios

CONTAMINADO – A PATERNIDADE

Publicado: 27/09/2012 por Rubem Cruz em Vida Devocional
Tags:, ,

Olá pessoal! Que saudade de vocês, tenho que dizer que tenho estado em falta com vocês, me perdoem pessoal, mas faltam poucos dias para o meu casamento ai já viu né correria total, demorei mas finalmente terminarei a serie contaminado.

Como vinha falando com vocês Deus tem me ensinado muitas coisas e depois de ser muito ministrado pelo Espírito Santo, comecei a entender a Graça e o Amor de Deus, e para começar esse texto queria compartilhar uma porção da palavra do Senhor, uma parábola bem conhecida de todos nós.

E disse: Um certo homem tinha dois filhos;
E o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence. E ele repartiu por eles a fazenda.
E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente.
E, havendo ele gastado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a padecer necessidades.
E foi, e chegou-se a um dos cidadãos daquela terra, o qual o mandou para os seus campos, a apascentar porcos.
E desejava encher o seu estômago com as bolotas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava nada.
E, tornando em si, disse: Quantos jornaleiros de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome!
Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti;
Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus jornaleiros.
E, levantando-se, foi para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou.
E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho.
Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa; e vesti-lho, e ponde-lhe um anel na mão, e alpacas nos pés;
E trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos, e alegremo-nos;
Porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a alegrar-se.
E o seu filho mais velho estava no campo; e quando veio, e chegou perto de casa, ouviu a música e as danças.
E, chamando um dos servos, perguntou-lhe que era aquilo.
E ele lhe disse: Veio teu irmão; e teu pai matou o bezerro cevado, porque o recebeu são e salvo.
Mas ele se indignou, e não queria entrar.
E saindo o pai, instava com ele. Mas, respondendo ele, disse ao pai: Eis que te sirvo há tantos anos, sem nunca transgredir o teu mandamento, e nunca me deste um cabrito para alegrar-me com os meus amigos;
Vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado.
E ele lhe disse: Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas;
Mas era justo alegrarmo-nos e folgarmos, porque este teu irmão estava morto, e reviveu; e tinha-se perdido, e achou-se. 
Lucas 15:11-32

Essa parábola é maravilhosa, irmãos primeiro quero dizer que Jesus é muito, muito, muito extraordinário, suas parábolas eram sensacionais,mas agora vamos falar dessa especificamente.

Quero que vocês pensem algumas coisas comigo, um filho que chegue para o Pai e fala, me dá minha parte na herança tá falando para o Pai assim:

Morre logo seu velho porque eu quero meu dinheiro. Irmãos um filho falar isso na nossa cultura já é terrível imagina na cultural oriental, que tem toda uma reverência ao pai, o que esse filho fez era imperdoável, e por isso Deus usou esse exemplo, Ele sabia que iríamos errar feio, conhecemos a parabola o pai sempre esteve esperando o filho, eu imagino o pai olhando na janela, esperando a hora que seu filho voltasse e ele voltou e o pai estava lá e o filho mesmo estando longe o tempo todo sabia que tinha um pai. É assim conosco, erramos, nos afastamos, mas sabemos que temos um pai e que Ele está sempre esperando, mas infelizmente muitas vezes a igreja e as pessoas nos mostram um Deus cruel, que quer que façamos tudo certinho, que trabalhemos muito para que ai então Ele nos ame e quase sempre irmãos acreditamos nessa mentira infernal e cremos que para ser filho temos que cumprir um monte de tarefa dada por Deus.

E ai era o ponto que eu queria chegar, vamos ver o outro irmão

Mas ele se indignou, e não queria entrar.
E saindo o pai, instava com ele. Mas, respondendo ele, disse ao pai: Eis que te sirvo há tantos anos, sem nunca transgredir o teu mandamento, e nunca me deste um cabrito para alegrar-me com os meus amigos;
Vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado.
E ele lhe disse: Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas;

Eu por muito tempo fui o irmão mais velho galera, achava que fazendo as coisas todas certinhas, cumprindo o ritual, as tarefas eu seria mais amado, mais espiritual e olhava para os outros filhos com olhar de superioridade e me achava melhor e me indignava quando achava que eles tinham coisas melhores que as minhas. Ah irmãos como somos tolos as vezes perdemos tanto tempo pensando que somos bons demais, quando só somos o que somos por conta da Graça, irmãos se vocês repararem o filho mais velho momento nenhum chama o pai de pai, ele no fundo não tinha o sentimento de filho e sim de servo, de cumpridor daquilo que ele achava que o pai queria dele, fazemos tantas coisas que dizemos que é para Deus, mas é apenas para nosso ego muitas vezes.

Galera de uma vez por todas recebam a paternidade de Deus na sua vida, você é filho(a) amado(a) de Deus, não deixe a síndrome de filho mais velho te dominar, saiba que você não precisa fazer nada para Deus te amar mais ou menos e perceba que não podemos mais viver na lei e sim na graça, temos de parar de colocar um padrão de santidade muito alto para as pessoas e para nós, Deus te perdoa não importa o que você fez.

Muitas vezes olhamos a Graça e achamo-la muito liberal e a Lei parece uma coisa divina e santa, mas Deus nos fez para viver na Graça e no seu amor, Ele não desiste de você, não importa o que você faça ou aonde você esteja, Ele te espera, pare de olhar para o outro com olhos de acusação e olhe com os olhos da Graça, porque é assim que seu Pai te olha todo dia.

Abraço Galera e até a próxima!

As primeiras partes da série 😉

Contaminado

Contaminado 2

Deus abençoe a todos

Rubem Cruz

MANQUEJAR, NÃO MAIS!

Publicado: 19/09/2012 por Rubem Cruz em Vida Devocional

“Portanto, levantem suas mãos cansadas e fortaleçam seus joelhos enfraquecidos. Andem por caminhos aplanados para que não manquem, mas sejam curados.” Hebreus 12:12-13

    O início desse capítulo nos conta como Deus nos trata como filhos, o jeitinho que Ele corrige a gente quando erramos. O pecado está agarrado em nós e, por isso, precisamos desesperadamente de Jesus. Mas nem tudo são flores e, muitas vezes, a gente vacila e se afasta do nosso Pai que, por sua vez, tem a justiça como uma forte característica de seu perfeito caráter. Por ser perfeito e justo, o Senhor nos permite sentir a dor da consequência do nosso pecado, mas não permite que o pecado nos domine, uma vez que Jesus morreu para nos trazer liberdade. A escolha pela liberdade é nossa.
Às vezes estamos tão desanimados e decepcionados, machucados com as consequências de nossos erros que deixamos enfraquecer o nosso relacionamento com o Senhor. Mas – ainda bem, rs- da mesma forma que Ele é justo, Ele é misericordioso e nos ama e, por isso, nos encoraja a levantar as nossas mãos e fortalecer os nossos joelhos! É só estar disposto e andar por caminhos que te levem para perto do Senhor. Não adianta querer se ver livre da sua dor no pé (o pecado) se você anda em caminhos irregulares e com buracos, onde há alta probabilidade de você se machucar ainda mais. Se aproxime do Senhor, ande por caminhos aplanados, se livre dos embaraços com a ajuda dEle e seja curado
Karina Morel

A VERDADEIRA PAZ DE DEUS

Publicado: 18/09/2012 por Rubem Cruz em Vida Devocional

Queridos irmãos e amigos! Boa tarde! Que graça e a paz do Senhor seja com todos! Vamos fazer uma meditação no texto da carta de Paulo aos Filipenses, capítulo quatro, versículos sexto e sétimo. Assim nos diz a palavra do Senhor:

Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.

Temos vivido tempos onde é comum vermos as pessoas falando sobre seus diversos desejos, vontades, sonhos, realizações. Nada contra! É bom que tenhamos objetivos a serem alcançados na vida.

Contudo, a realidade também tem nos mostrado que as pessoas em busca de seus objetivos têm cada vez mais sido afligidas, causticadas pelo sentimento de ansiedade e por isso, acabam também por se mostrar pessoas inquietas e inconstantes.

Eu gostaria de dizer que este é um fator somente mundano, mas não dá! Tenho visto pessoas, irmãos em Cristo sofrerem de maneira constante com a ansiedade em relação aos seus desejos. O que pode estar acontecendo?

De acordo com aquilo que tenho visto e ouvido posso dizer que muitas pessoas sabem o que querem, mas não sabem como encontrar o caminho. A mesma coisa tem ocorrido na relação dos crentes com Deus, de forma que muitos demonstram, toda hora, que não entendem o que a Bíblia diz, quando Pedro escreve sobre lançar em Deus toda ansiedade, pois ele cuida de nós a todo tempo.

Antes que possamos usufruir a paz de Deus, faz-se mister, primeiramente conhecermos o Deus da paz!” (John Jewell)

Na verdade, relacionamento com Deus é o que devemos procurar desenvolver a cada dia de uma forma mais profunda e intensa. Para isso devemos nos utilizar de orações e súplicas, leitura e meditação na palavra de Deus, onde está toda a revelação de Deus, mas também com ação de graças, ou seja, sempre gratos pela misericórdia e perdão que o Senhor nos concede.

Um desafio é presente na vida do Cristão: Nos dias de hoje vivemos em meio a desertos, olhos de furacões e as mais diversas e difíceis situações. Contudo, mesmo em meio a isso tudo, esses momentos difíceis, devemos nos mostrar gratos a Deus pelo seu amor, pela sua misericórdia e pelo seu perdão, devemos falar com Ele, louvá-lo, entregar a Ele a nossa adoração de todo coração.

Quando chegamos a este estágio, o Espírito Santo atua de forma tão sublime, nos confortando, nos consolando que mesmo em meio aos furacões poderemos viver e entender a verdadeira paz de Deus.

A.B. Simpson diz que:

A paz de Deus, necessariamente, tem que sossegar nossas mentes e dar descanso aos nossos corações.

Em tempos atribulados, a verdadeira paz de Deus é o que precisamos para poder encarar o mundo de maneira sóbria e firme, sem vacilar. Com o coração e a mente sossegados e descansados em Deus podemos desfrutar de maneira total daquilo que ele tem de melhor para nós.

A paz de Deus excede todo entendimento, porque mesmo nos momentos mais difíceis, quando realmente a possuímos, não caímos em desespero. Pelo contrário, ela nos permite olhar para realidade e refletir que no tempo certo o nosso Deus ira agir nos dando vitória e nos fazendo aprender a viver a cada dia na dependência d’Ele.

Quando estamos na dependência de Deus nosso coração, mente e os nossos sentimentos são guardados pela verdadeira paz de nosso Deus. Pois como diz o Apóstolo Paulo em Segunda aos Coríntios, capítulo quatro, versos sete a dez:

Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós. Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos;”

Jesus Cristo morreu para que pudéssemos ter livre acesso ao Pai. Devemos nos achegar com submissão e humildade até o trono da graça de Deus, fazer conhecidos dele os nossos desejos, anseios, petições, dando louvor e adoração vindos do mais profundo do nosso coração, desenvolver relacionamento e intimidade com Deus, para assim experimentarmos qual é a sua boa perfeita e agradável vontade para nossas vidas.

Assim seremos guardados em meio aos furacões e tempestades da vida. Que Deus te abençoe e te edifique a cada dia mais em Cristo!

BORIS SOUZA

SEJA ÍNTEGRO!

Publicado: 13/09/2012 por Rubem Cruz em Seguindo

Olá galerinha abençoada!!!

Vamos para o texto de hoje:

Quando se aproximaram de Jerusalém, e chegaram a Betfagé, ao Monte das Oliveiras, enviou Jesus dois discípulos, dizendo-lhes:

Ide ã aldeia que está defronte de vós, e logo encontrareis uma jumenta presa, e um jumentinho com ela; desprendei-a, e trazei- mos.

E, se alguém vos disser alguma coisa, respondei: O Senhor precisa deles; e logo os enviará. Ora, isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta: Dizei ã filha de Sião: Eis que aí te vem o teu Rei, manso e montado em um jumento, em um jumentinho, cria de animal de carga.

Indo, pois, os discípulos e fazendo como Jesus lhes ordenara, trouxeram a jumenta e o jumentinho, e sobre eles puseram os seus mantos, e Jesus montou. E a maior parte da multidão estendeu os seus mantos pelo caminho; e outros cortavam ramos de árvores, e os espalhavam pelo caminho. E as multidões, tanto as que o precediam como as que o seguiam, clamavam, dizendo: Hosana ao Filho de Davi! bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas! Ao entrar ele em Jerusalém, agitou-se a cidade toda e perguntava: Quem é este?

(Mateus 21.1-10)

 

 

Essa foi à entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. E o incrível é ver que os atos de Jesus provam realmente que Ele era verdadeiramente o Messias. Porque foi exatamente conforme a profecia.

Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que vem a ti o teu rei; ele é justo e traz a salvação; ele é humilde e vem montado sobre um jumento, sobre um jumentinho, filho de jumenta. (Zacarias 9:9)

O povo exaltava e celebrava, tratava Jesus como uma grande celebridade! E apesar de toda festa com a chegada de Jesus, Ele não se deixava seduzir pela glória aparente. Pois a glória aqui na terra sempre foi e sempre será passageira.

 

Em meio a toda alegria e louvor, o Senhor torna-se um ilustre desconhecido.Vejam a pergunta que surge: “Quem é este?” Algo feito meio com desdém!

O que é fantástico aqui é que não podemos ser seduzidos pelos aplausos, mas também não podemos nos deixar vencer pelo descaso dos outros.

Quantas vezes já passamos por situações assim, onde nos olham e dizem, mas quem é este?

 

 

Querido independente das circunstancias seja você mesmo!

É interessante ver que uns exaltam, outros não sabem e não querem saber quem é Jesus, mas Ele continua do mesmo jeito. Não muda sua postura para agradar A ou B. Ele simplesmente é o que é.

Isto se chama integridade. Alguém que não se parte, que não age segundo as circunstâncias. Ele é integro e age com alegria e graça, mas convivem com tudo e todos sem se deixar levar pelas circunstâncias.

Irmãos não deixe que o elogio seja a sua motivação para viver Jesus, pois vão existir aqueles que vão lhe tratar com desprezo. Vão existir pessoas que não vão querer ouvir falar de Jesus. Não se deixa abater ou não deixe o orgulho tomar conta de você. Seja integro! Não se venda para agradar alguém. Seja um verdadeiro seguidor de Jesus!

 

Que possamos aprender com Jesus que nunca se deixou influenciar pelos elogios ou pelo desprezo que lhe foi atribuído.

Que Deus nos abençoe!

=D

 

JONHNY CARVALHO

VOCÊ É AMADO(A)

Publicado: 12/09/2012 por Rubem Cruz em Amor
Tags:,

Fala manolos e manolas hoje vou deixar vocês com um vídeo simplesmente maravilhoso, que através desse vídeo você possa entender que você não precisa fazer nada para ser amado ou amada do seu Pai.

Até a próxima pessoal!

Rubem Cruz

CONTAMINADO – PARTE 2

Publicado: 08/09/2012 por Rubem Cruz em Pecado
Tags:,

Fala minha galera querida!

Como prometido mesmo atrasado continuarei o post da semana passada e quero começar com um texto muito conhecido.

E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros:

Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano.
O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: O Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano.
Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo.
O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: O Deus, tem misericórdia de mim, pecador!
Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado.
Lucas 18:9-14

Quantas vezes você foi fariseu meu irmão ou minha irmã?

Eu posso dizer que varias vezes eu fui fariseu, me achei mais santo, mais espiritual que meu irmão, porque achava que orava mais, que jejuava mais, que lia mais a Bíblia, porque era líder e apontava o erro do outro, eu tomava o lugar de Deus e esquecia que meu lugar e muito mais abaixo, esquecia que não tinha direito nenhum de julgar.

Sei que você vive ou já viveu essa realidade, às vezes colocamos fardos sobre as pessoas que nós mesmos não carregamos ou talvez você tenha um líder assim ou foi ferido muito tempo por um líder ou um pai assim e você passou a ter medo de confessar seus pecados com medo desse líder te olhar diferente, você muda de igreja,mas esse medo continua e você passou a transferi isso para Deus, hoje você não consegue sentir o perdão, o amor e a graça, você só sente a culpa.

E ai você acha que tem que fazer mais, mais e mais para Deus, para receber o perdão, mas galera eu quero dizer hoje para você que você não precisa fazer nada, você amado(a) de Deus.

Você é amado(a) do Pai!

E é sobre isso que iremos falar semana que vem na continuação desse post,  vamos falar que você é filho(a) amado(a) do Papai.

Até lá pessoal

Deus abençoe a todos vocês!

Se você quiser lê a primeira parte:

CONTAMINADO

Rubem Cruz