A VERDADEIRA PAZ DE DEUS

Publicado: 18/09/2012 por Rubem Cruz em Vida Devocional

Queridos irmãos e amigos! Boa tarde! Que graça e a paz do Senhor seja com todos! Vamos fazer uma meditação no texto da carta de Paulo aos Filipenses, capítulo quatro, versículos sexto e sétimo. Assim nos diz a palavra do Senhor:

Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.

Temos vivido tempos onde é comum vermos as pessoas falando sobre seus diversos desejos, vontades, sonhos, realizações. Nada contra! É bom que tenhamos objetivos a serem alcançados na vida.

Contudo, a realidade também tem nos mostrado que as pessoas em busca de seus objetivos têm cada vez mais sido afligidas, causticadas pelo sentimento de ansiedade e por isso, acabam também por se mostrar pessoas inquietas e inconstantes.

Eu gostaria de dizer que este é um fator somente mundano, mas não dá! Tenho visto pessoas, irmãos em Cristo sofrerem de maneira constante com a ansiedade em relação aos seus desejos. O que pode estar acontecendo?

De acordo com aquilo que tenho visto e ouvido posso dizer que muitas pessoas sabem o que querem, mas não sabem como encontrar o caminho. A mesma coisa tem ocorrido na relação dos crentes com Deus, de forma que muitos demonstram, toda hora, que não entendem o que a Bíblia diz, quando Pedro escreve sobre lançar em Deus toda ansiedade, pois ele cuida de nós a todo tempo.

Antes que possamos usufruir a paz de Deus, faz-se mister, primeiramente conhecermos o Deus da paz!” (John Jewell)

Na verdade, relacionamento com Deus é o que devemos procurar desenvolver a cada dia de uma forma mais profunda e intensa. Para isso devemos nos utilizar de orações e súplicas, leitura e meditação na palavra de Deus, onde está toda a revelação de Deus, mas também com ação de graças, ou seja, sempre gratos pela misericórdia e perdão que o Senhor nos concede.

Um desafio é presente na vida do Cristão: Nos dias de hoje vivemos em meio a desertos, olhos de furacões e as mais diversas e difíceis situações. Contudo, mesmo em meio a isso tudo, esses momentos difíceis, devemos nos mostrar gratos a Deus pelo seu amor, pela sua misericórdia e pelo seu perdão, devemos falar com Ele, louvá-lo, entregar a Ele a nossa adoração de todo coração.

Quando chegamos a este estágio, o Espírito Santo atua de forma tão sublime, nos confortando, nos consolando que mesmo em meio aos furacões poderemos viver e entender a verdadeira paz de Deus.

A.B. Simpson diz que:

A paz de Deus, necessariamente, tem que sossegar nossas mentes e dar descanso aos nossos corações.

Em tempos atribulados, a verdadeira paz de Deus é o que precisamos para poder encarar o mundo de maneira sóbria e firme, sem vacilar. Com o coração e a mente sossegados e descansados em Deus podemos desfrutar de maneira total daquilo que ele tem de melhor para nós.

A paz de Deus excede todo entendimento, porque mesmo nos momentos mais difíceis, quando realmente a possuímos, não caímos em desespero. Pelo contrário, ela nos permite olhar para realidade e refletir que no tempo certo o nosso Deus ira agir nos dando vitória e nos fazendo aprender a viver a cada dia na dependência d’Ele.

Quando estamos na dependência de Deus nosso coração, mente e os nossos sentimentos são guardados pela verdadeira paz de nosso Deus. Pois como diz o Apóstolo Paulo em Segunda aos Coríntios, capítulo quatro, versos sete a dez:

Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós. Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos;”

Jesus Cristo morreu para que pudéssemos ter livre acesso ao Pai. Devemos nos achegar com submissão e humildade até o trono da graça de Deus, fazer conhecidos dele os nossos desejos, anseios, petições, dando louvor e adoração vindos do mais profundo do nosso coração, desenvolver relacionamento e intimidade com Deus, para assim experimentarmos qual é a sua boa perfeita e agradável vontade para nossas vidas.

Assim seremos guardados em meio aos furacões e tempestades da vida. Que Deus te abençoe e te edifique a cada dia mais em Cristo!

BORIS SOUZA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s