Equilibrando

Publicado: 19/02/2013 por Rubem Cruz em Vida Devocional
Tags:

Olá amigos,

É muito bom está aqui com vocês! Primeiramente, gostaria de agradecer ao Rubinho pela oportunidade que me foi dada de está escrevendo aqui pra vocês. Não sou um expert em escrever textos lindos e com palavras difíceis. O que eu gosto de fazer é compartilhar o que tenho aprendido no meu dia a dia com as pessoas, com a vida e com Deus, principalmente. Espero que vocês gostem…

Nos últimos meses, depois de muitas coisas que eu vivi – boas e ruins – e vi os outros vivendo, uma palavra permeou a minha mente me fazendo pensar muito na minha forma de viver, de olhar a vida e o Evangelho de Jesus. Conversei isso com vários amigos, o que eu dizia sempre era o seguinte: “Já vi tantas pessoas andando a 200km/h e acabavam metendo a cara na parede. Por isso hoje tento viver o equilíbrio.” Essa é a palavra: Equilíbrio.
Teve um tempo em que eu vivi pensando em ser radical, minha empolgação do momento era essa. Mas o que é ser radical afinal? Fui buscar ver no dicionário, olha o que significa.

Radical
adj.
Relativo à raiz.
Essencial, fundamental: defeitos radicais.
Partidário do radicalismo

correria

Radical tem a ver com raiz, que tem a ver com base. A visão que nós temos hoje é que ser radical é ser extremista, ‘louco por Jesus’, mas não vejo isso como saudável. Então você me pergunta, que base bíblica você tem pra isso? Tenho várias, vou te mostrar uma:

““Não sejas demasiadamente justo, nem demasiadamente sábio; por que te destruirias a ti mesmo?” (Eclesiastes 7. 16)

Radicalismo não tem nada a ver com intensidade, não adianta você ir a mil por hora deixando pra trás as coisas mais importantes. Cheguei a uma conclusão muito triste sobre nós cristãos: não sabemos desenvolver a maturidade. Um exemplo? Me cansei de ver irmãos novos na fé se envolvendo em várias coisas na igreja e isso, até certo ponto, é muito bom, mas tudo tem um limite. Uma pessoa que se converte a dois meses não tem preparo ainda pra assumir uma liderança de célula, nem um ministério de louvor, intercessão, etc. Sinceramente, precisamos despertar para o que Deus tem tentado a tanto tempo dizer: “Ide portanto e fazei discípulos…” (Mateus 28. 19a). O discipulado é uma arma fundamental, se não a melhor, para se desenvolver uma fé saudável e madura. A começar em mim, que as pessoas vejam em nós a alegria de viver Jesus e não uma vida pesarosa, cheia de regras banais e vazia de amor.
Minha oração nesses últimos dias é que eu não me importe com a velocidade do barc, mas que em primeiro lugar, a direção dele esteja certa e o piloto seja Jesus, não eu.

Que Deus nos abençoe!

Breno Azevedo

Anúncios
comentários
  1. Lays azevedo disse:

    Bênção sua palavra Breno! Que o Senhor continue te abençoando!

  2. Ana Carolina disse:

    Concordo plenamente. Equilíbrio, essa palavra tem estado sempre em meus pensamentos e orações. Espero ler mais posts como esse!!
    Abraços :))

  3. Victor Rangel disse:

    Excelente!!!

  4. Kamilla Albino disse:

    esse neguinho é brasa pura! Benção breninho!!!

  5. Luana disse:

    É verdade, concordo com você com relação ao equilíbrio que tem faltado no meio cristão….se soubermos dosar toda essa “loucura” que sentimos para cada área das nossas vidas, seremos cristãos mais sádios! E realmente, se não houver uma base sólida, qualquer “casa”, não fica de pé muito tempo!! Deus te abençoe caro amigo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s