UM DEUS QUE SABE COMO É

Publicado: 22/02/2013 por Rubem Cruz em Amor
Tags:

Com o pouco tempo que venho sendo líder, já ouvi muitas historias de jovens que enfrentam duras realidades, mas acho que não tenha algo que atormenta tanto um jovem e um adolescente do que um coração partido, claro que sei que isso não é uma exclusividade dos jovens e adolescentes, mas de todos nós não importando a idade, mas por cuidar dessa faixa etária posso falar com mais propriedade. Tenho lido um livro muito bom e Deus tem falado de uma forma muito especial comigo e decidi escrever sobre algo que me deixou encantado e queria compartilhar com vocês.

coracao_partido

Quando decidimos amar alguém, decidimos nos ariscar, ficamos vulneráveis, abrimos mão saímos da “casca”, quando amamos entregamos ao outro o poder de poder fazer o que ele quiser com o nosso coração, ele pode aceita-lo, rejeitá-lo, dar um passo em nossa direção ou fugir. Quando você ama você renuncia o controle e ai é que entra a história mais extraordinária de todas. Imagine um Deus, Criador dos céus e da Terra, Todo Poderoso que quando se mostrava assim afugentava as pessoas, é o que vemos quando Deus entrega os 10 mandamentos a Moisés (leia em Êxodo 20.1-21), quando Ele falava as pessoas não conseguiam suportar , sua Glória era tão grande que quando Moisés volta da sua presença, ele tinha que colocar um véu, pois as pessoas não conseguiam olhar diretamente para ele. Como mostrar a essas pessoas Seu Amor?  Como se aproximar delas sem afugentá-las?

Gloria de Deus

Ele precisaria se despir, se humilhar, renunciar a toda sua Glória, se fazer humano, essa é a história de Jesus.

Nasceu numa família humilde, numa manjedoura, rejeitado pelos seus próprios parentes, Ele encosta em pessoas com doenças infecciosas, deixa mulheres suspeitas tocarem Nele, põe a mão em cadáveres, e conversa com mulheres promíscuas, em sua vida inteira Jesus sempre escolhe o caminho do amor, não do poder.

Da inclusão, não da exclusão.

Do toque em vez da distância.

Da compaixão no lugar do controle.

Ele vem montado num jumentinho, não num cavalo.

Chorando e quebrantado, não orgulhoso e triunfante.

Mas quero chegar com você naquilo que comecei a falar no inicio do texto, Deus é o que melhor do que ninguém sabe o que é coração partido, na cruz Jesus faz o primeiro movimento e aguarda a nossa reação.

Se você já entregou o coração a alguém e teve o coração partido, sabe como Deus se sente.

Se já se entregou a alguém e descobriu-se esperando que o outro reagisse enquanto você se sentia vulnerável, sabe como Deus se sente.

Se já entregou a alguém, e esse alguém reagiu como você esperava, você sabe com Deus se sente.

A cruz é o modo de Deus dizer: “Eu sei como é”.

Cruz de Cristo

Engraçado porque muitas vezes no meio da dor e do sofrimento hostilizamos Deus, ficamos com raiva, nos afastamos e acusamos Deus de culpado e dizemos: “Deus tu não sabes como é!”.

A cruz é o modo de Deus anular nossas acusações, desculpas e argumentos.

Isso pode trasformar nossa experiência com o sofrimento. Em vez de algo que nos afasta de Deus, levando-nos até Ele.

O Deus que Jesus nos mostra não fica parado, de longe, acenando com a mão e dizendo: “Se você tivesse me ouvido”.

Ele é o Deus que estende as mãos e pergunta: Quer ver os buracos onde os pregos foram pregados? Isso ajudaria? O que posso fazer para te ajudar?

Então descobrimos que não estamos sós e encontramos força para seguir adiante, não uma força que vem de nós, mas do próprio Deus.

A cruz é o lugar em que apresentamos nossas feridas a Deus e dizemos; “Toma, fica com elas”.

cruz

Nossa cura começa quando participamos do sofrimento de Deus, não deixe que sua dor te pare, siga em frente se arrisque, corra riscos, ame, pois você nunca conseguirá amar se não se arriscar. Se Deus pode continuar correndo riscos, então talvez nós também possamos.

Uma vez ouvi uma frase de Fabio de Melo que dizia: “Diga me quem você mais perdoou e eu te direi quem você mais ama”.

Amar é correr risco, mas na certeza que não estamos sozinhos, porque temos um Deus que segue sempre em frente. Que continua se oferecendo. Que continua amando. Que continua correndo riscos.

Um Deus que sabe como é.

Rubem Cruz

Anúncios
comentários
  1. Débora Borges disse:

    Muito bonito e forte o seu texto.
    Nunca havia pensado assim… Que Deus continue proporcionando ao seu coração palavras edificantes como essa.
    Muito obrigada por compartilhar comigo essa linda interpretação da cruz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s