Arquivo de março, 2013

Mesmo barco

Publicado: 26/03/2013 por Rubem Cruz em Vida Devocional

Olá amigos,

Uma coisa interessante é como que alguém amargurado pode contaminar outro alguém. Em qualquer meio, existe sempre aquele que se destaca que é diferenciado. O sucesso de alguém acaba sendo para muitos o fracasso. É triste ver como somos mesquinhos a ponto de invejar a vitória do outro.

Li um versículo interessante essa semana:

“Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem. “
(Hebreus 12:15)

vestes

Raiz de amargura é uma coisa que mata. E pior, mata aos poucos e mata quem está próximo. Alguém amargurado enxerga o sucesso do outro como se fosse sua derrota. Mas a raiz de amargura não gera só isso. Ela contagia. Permeia a alma da pessoa até que ela passe isso pra outro. E assim se forma uma cadeia onde todos que estão presos nela não conseguem se soltar. A não ser que conheçam a Graça.

É impossível explicar a Graça de forma completa. Só sabe o que ela é aquele que a recebe. Receber a graça de Deus é escolha nossa, porque através dela que somos salvos. Logo, só é salvo aquele que aceita a Graça. A Graça foi a melhor forma que Deus achou para sermos plenos.

Não quero escrever muito hoje, por isso encerrarei te dizendo que há solução para toda amargura que existe em você. A verdade é que estamos todos no mesmo barco. O primeiro passo é reconhecer sua raiz, depois se arrepender (arrancá-la) e, por fim, receber de graça a Graça de Deus.

Que Deus nos abençoe!

Breno Azevedo

Permanecer

Publicado: 20/03/2013 por Rubem Cruz em Vida Devocional

“Ora, ia com ele uma grande multidão; e, voltando-se, disse-lhe:
Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. “ (Lucas 14:25-26)

E lá ia Jesus espantando a multidão… Fico impressionado com a coragem que Jesus tinha, pra ele não importava se as palavras agradavam. Ele dizia a verdade apenas, dizia com firmeza, com coragem, não com veneno e indiferença, falava com amor.

Quantas e quantas vezes no meu dia a dia sou confrontado com situações, perguntas, convites, conversas, brincadeiras etc. que me colocam na parede e me perguntam: “Você também é discípulo Dele?” Da mesma forma que perguntaram a Pedro, uma pena que por três vezes ele não suportou a pressão.

O maior desafio é o cotidiano, são as pequenas pedras que nos tiram do caminho. Tenho dito isso sempre: Viver com Deus é um exercício! Não basta você entrar na corrida somente, você precisa permanecer nela. Corrida essa difícil demais às vezes, não ache que vai ser fácil.

Pessoa carregando um fardo_thumb[10]

Sinceramente, já corri muito nessa estrada, já estive a toda velocidade, com toda empolgação que tenho, também já pensei em parar, em fugir para a estrada mais larga, enfim, fiz de tudo um pouco. Hoje vejo que o mais importante é continuar, nem que seja arrastado, dessa estrada eu não me desviarei, mesmo que pra isso eu aborreça alguns, perca o vínculo com outros, deixe de saborear alguns prazeres tentadores que a vida oferece. Vou permanecer!

Que Deus nos abençoe!

Breno Azevedo

QUEBRANDO PARADIGMAS E FAZENDO A VONTADE DO PAI

Publicado: 14/03/2013 por Rubem Cruz em Graça

Fala galera!
Saudade de está escrevendo para vocês.
Esses dias parei para ler essa passagem muito conhecida:
Deixou a Judéia, e foi outra vez para a Galiléia.
E era-lhe necessário passar por Samaria.
Foi, pois, a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José.
E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta.
Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber.
Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida.
Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos).
Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.
Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva?
És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado?
Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede;
Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.
Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la.
Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá.
A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido;
Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade.
Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta.
Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar.
Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai.
Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus.
Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando ele vier, nos anunciará tudo.
Jesus disse-lhe: Eu o sou, eu que falo contigo.
João 4:3-26

samaritana
Jesus nessa passagem me deixa muito maravilhado e espero que vocês se sintam assim também, essa passagem deixa claro que Jesus não ligava para os preconceitos, religião ou o que as outras pessoas pensariam Dele, Ele revela sua Graça, seu Amor.
Ao conversar com essa mulher samaritana, Jesus quebrou alguns paradigmas que os judeus tinham:
1° Ele conversa com uma mulher de má fama – Galera naquela época mulher era desprezada, era o nada do nada, pra vocês terem noção do que estou falando, alguns judeus oravam assim: – Deus obrigado por eu não ser gentil e nem ter nascido mulher, os judeus eram um povo completamente patriarcal, imagina então uma mulher de má fama.
E nisto vieram os seus discípulos, e maravilharam-se de que estivesse falando com uma mulher; todavia nenhum lhe disse: Que perguntas? ou: Por que falas com ela?
João 4:27
2° Ela era samaritana – Samaritanos e judeus se odiavam, para os judeus os samaritanos eram imundos e Jesus pede água a uma SAMARITANA, galera Jesus era muito louco, eu fico muito muito maravilhado quando vejo isso.
3° Ele ensina a uma mulher – Jesus faz questão de ensinar a palavra para aquela mulher, Ele olha nos olhos dela e fala que Ele pode dá uma água da qual ela nunca sentirá sede, para os judeus era melhor queimar a Tora do que ensiná-la a uma mulher.
Jesus diz que o Pai procura adoradores, O Pai olha o coração e não sua religiosidade ou quantas vezes você vai a igreja. Jesus cura e restaura a vida daquela mulher, Ele mostra para ela que ela não precisaria viver mais a vida como ela estava vivendo e transforma a vida daquela mulher para sempre, mas não acaba por ai:
Samaritana (1)
Deixou, pois, a mulher o seu cântaro, e foi à cidade, e disse àqueles homens:
Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Porventura não é este o Cristo?
Saíram, pois, da cidade, e foram ter com ele.
E entretanto os seus discípulos lhe rogaram, dizendo: Rabi, come.
Ele, porém, lhes disse: Uma comida tenho para comer, que vós não conheceis.
Então os discípulos diziam uns aos outros: Trouxe-lhe, porventura, alguém algo de comer?
Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra.
Não dizeis vós que ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Eis que eu vos digo: Levantai os vossos olhos, e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa.
E o que ceifa recebe galardão, e ajunta fruto para a vida eterna; para que, assim o que semeia como o que ceifa, ambos se regozijem.
Porque nisto é verdadeiro o ditado, que um é o que semeia, e outro o que ceifa.
Eu vos enviei a ceifar onde vós não trabalhastes; outros trabalharam, e vós entrastes no seu trabalho.
E muitos dos samaritanos daquela cidade creram nele, pela palavra da mulher, que testificou: Disse-me tudo quanto tenho feito.
Indo, pois, ter com ele os samaritanos, rogaram-lhe que ficasse com eles; e ficou ali dois dias.
E muitos mais creram nele, por causa da sua palavra.
E diziam à mulher: Já não é pelo teu dito que nós cremos; porque nós mesmos o temos ouvido, e sabemos que este é verdadeiramente o Cristo, o Salvador do mundo.
João 4:28-42

Jesus mostra que antes de tudo o mais importante era fazer a vontade do Pai (vers.34), porque Ele e o Pai são um e Ele deseja que sejamos assim, vivamos para fazer a vontade do Pai, com um coração de adorador, vivendo um evangelho de Graça, Perdão e Amor e assim como bons ceifeiros, ceifaremos novos adoradores que farão a vontade do Pai (vers.38).
Deus nos abençoe!

Rubem Cruz

Andar

Publicado: 13/03/2013 por Rubem Cruz em Vida Devocional
Tags:

Olá pessoal,

Hoje o post não saiu na terça por causa da correria que tenho vivido. Tem horas que parece que não vou dá conta de tudo, mas vamos seguindo em frente… Vida que segue!

[Gostaria de dizer antes de qualquer coisa, que tive um tempo muito especial com o Rubinho e Layla essa semana. Tomamos café e almoçamos juntos. Conversamos bastante sobre tantas coisas boas e desafiadoras para nossas vidas. A certeza que tenho hoje é que a seara é muito grande e poucos são os trabalhadores, então que continuemos juntos trazendo mais trabalhadores para essa colheita.]

Essa semana o Brasil esteve de luto pela morte de Chorão. Foi um tempo triste. Muita coisa foi falada e discutida sobre esse fato. Fiquei pensando sobre a importância de cuidar de quem está próximo de nós. Ao ler sobre sua morte, percebi que ele vivia um tempo de depressão muito forte. É muito estranho pensar como um cara famoso, que tocou tantas pessoas através de suas músicas chega um estado de depressão tão profunda assim. É claro que o envolvimento dele com as drogas foi determinante para isso, mas é de se assustar. Cabe a nós refletirmos: O que poderíamos ter feito? Temos chegado aos ‘chorões’ dessa vida?

Também li sobre suas idas à Igreja Bola de Neve, fiquei feliz em saber da sua decisão por Cristo. Uma pena que não foi desenvolvida, e quando a fé não é desenvolvida na pessoa, parece que ela volta ainda pior. Enfim… Quero expressar os meus sentimentos aos familiares, amigos e fãs. Lamento muito sua morte. Espero que ele tenha encontrado o caminho certo para a eternidade.

“Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou. ”
(1 João 2. 6)

1229. doutores

Conversando com meus amigos Rubinho e Layla nesse ótimo encontro que tivemos essa semana, chegamos a uma conclusão: o que muda a vida das pessoas são as coisas simples. Por isso esse texto de João em destaque. Tem horas que nos preocupamos muito em ter todas as respostas, em da sempre a última palavra nos debates, mas nos esquecemos de que é no dia a dia que as pessoas nos observam em busca de absorver algo. É claro que o aprendizado é importante, invista em saber sim porque isso te ajuda a entender melhor a vida, Mas nunca se esqueça de que o que você é que muda a vida das pessoas e não o que você sabe.
Me preocupo com essas outras pessoas que vivem nessa realidade de depressão, drogas, solidão e não possuem um ombro amigo pra desabafar. Não de alguém que lhe apresenta uma religião ou que sabe responder todos seus questionamentos, mas de alguém disposto a gastar tempo para ouvi-las apenas. As pessoas querem VER e não mais OUVIR.

Já me cansei de tentar explicar religião para os outros. Hoje minha metodologia é o VIVER da melhor forma possível, sabendo que ainda tenho muito a melhorar, mas tendo a certeza de que o mais importante é o andar e não o dizer.
Que Deus nos abençoe!

Breno Azevedo

Olá amigos,

Como vocês estão? Essa semana, como de costume, eu andei pensando muito. Esse é meu mal, penso demais. Aí fico chegando a conclusões tristes às vezes, mas enfim… Andei pensando em o que é ter senso crítico. Hoje eu quero falar sobre isso!

“mas ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom.” (1ª Tessalonicenses 5. 21)

Julgar

Primeira coisa que precisamos aprender é a diferenciar crítica de falar mal. Na verdade, a crítica tem nada a ver com falar mal. Aquele que fala mal na maioria das vezes não analisa aquilo que está falando, já o crítico usa como base a análise. Então, entenda uma coisa: Deus não se agrada de que falemos mal do outro, mas está super interessado naquele que é um bom crítico. Por quê? Porque a crítica revela alguém maduro, que sabe apurar o que lhe é chegado ao ouvidos. Um cristão que não é crítico corre um sério risco de sofrer instabilidade, pois não tem uma fé bem embasada. Um bom exemplo é aquele que fica pulando de igreja em igreja, aí ouve uma coisa aqui outra ali e no final das contas não chega a conclusão nenhuma e não tem uma opinião sólida.

Mas o ponto principal que eu quero chegar hoje é sobre a crítica à luz da bíblia. Isso é muito importante, muito mesmo. Vivemos em um tempo que se você ligar a TV ouvirá várias pessoas falando da bíblia, de Jesus, de Deus, etc. Pode parecer bom, mas está se tornando cada vez mais difícil ouvir do Evangelho puro e genuíno que Jesus nos apresentou. Uma das armas que Deus nos dá para combatermos os falsos profetas é a crítica. Pra início de conversa, você só terá um olhar crítico sobre algo se conhecê-lo o bastante para isso. Então, trate de estudar a Bíblia com seriedade e perseverança, pedindo ao Espírito Santo que interprete para você o que Ele quer dizer. Esse é o primeiro passo! Segundo, precisamos entender de uma vez por todas que pastor, preletor, pregador e afins são todos seres humanos como nós. O que eles dizem no púlpito ou na sua célula pode está errado sim, eles são humanos, logo cabe a você ser maduro o suficiente para analisar. Para isso eu te dou o mesmo conselho que Paulo dá no versículo acima: “ponham à prova todas as coisas…”.

Não tenho medo de falar sobre isso, pelo contrário, estou muito feliz em poder te dizer que ser crítico é algo bom. Precisamos apenas tomar cuidado, para que façamos isso com amor, respeito ao próximo e guiados pelo Espírito Santo, que é nosso maior ajudador. Peço-te, por favor, tome cuidado com tudo que você escuta por aí, principalmente dentro das igrejas e nos canais “evangélicos” dessa vida. Aquele que tem toda verdade pra te dizer é Deus, através da Bíblia, através de líderes que Ele mesmo estabeleceu em sua vida e através de amigos que buscam a santidade junto com você. Critique sempre, fale mal nunca.

Que Deus nos Abençoe!

Breno Azevedo