Arquivo da categoria ‘Chamado’

Urgente!!! Muito urgente!!!! Quem trancou a porta da igreja??! Quem proibiu a igreja de cumprir o ide?? Por que não ansiamos mais pelo evangelismo ou visitas? Por que o nosso relacionamento com Deus não tem refletido no próximo? Será que eu estou vivendo o evangelho de Jesus? A única coisa que eu sei falar é “Deus te abençoe” e mais nada.

Eu me nego a fazer parte da “geração Deus te abençoe”. O apenas “Deus te abençoe” não basta mais. Aliás, nunca bastou, as pessoas precisam de amor, esperança, cuidado, as pessoas clamam por socorro. Precisamos imitar Jesus. Seja um cristão, um “pequeno Cristo” e faça a diferença.

amar ao próximo 2

Jesus não falava apenas “Deus te abençoe”, Ele fazia algo. Basta uma oração, uma conversa, uma palavra de ânimo, uma doação, uma ajuda, uma visita, um abraço. E aí sim, no final eu posso dizer:”Deus te abençoe”. Entendeu?! É através de você que Deus vai abençoar aquela pessoa. Deus conta conosco!

“Há tanta gente me esperando, estão carentes do Teu Amor” (Kleber Lucas)

Você está cheio de Deus?! Que tal transbordar o amor do Pai?! A marca de Cristo (o cara mais cheio de Deus que já habitou na terra) era o seu relacionamento com o povo. A igreja precisa se relacionar com a sociedade. É tempo de caminhar em direção ao outro. Vamos juntos até os perdidos e necessitados. Partiu???!!! Chega de ficar adormecido na luz!!!

amar ao próximo 3             amar ao proximo 1

Quero te fazer um convite: largar a “geração Deus te abençoe” e fazer parte da “geração eleita”. Que tal??! Uma geração que leva a presença de Deus ao próximo. Uma geração que vive em santidade e abençoa o outro. Uma geração de servos, que sabe que Jesus é o Senhor da sua vida. Uma geração que busca ser parecida com Jesus e quer iluminar outras vidas através do amor. Que tal? Vamos juntos?! Seja luz!

 

seja luz

 Mas vòs sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;” (1 Pedro 2:9)

 

Até a próxima,

Theo Vieira.

 

 

Anúncios

GERAÇÃO DE JOSUÉ

Publicado: 06/04/2016 por tvieira21 em Chamado, Vida Devocional

Josué descobre o falecimento de Moisés. E agora, como seria??! Alguém teria que continuar a missão de levar o povo até a terra prometida. Em meio aquele caos, quem seria levantado por Deus??!

O Senhor já havia declarado, chegou a hora de Josué. Agora imagina o coração de Josué: em luto, solidão, sofrimento, dor, sem saber o que fazer, olhando aquele o povo em desespero.

O Senhor começa falar com Josué. E como em meio à confusão da sua mente e a dor que havia no seu coração, ele consegue ouvir a voz de Deus? O céu desceu sobre a vida de Josué! E o que acontece quando o céu desce? O Espírito Santo eleva o nosso espírito até as regiões celestiais, recebemos o refrigério divino, ouvimos a voz de Deus e temos os dons aguçados.

josué

Josué não foi forte e corajoso, o Senhor o tornou forte e corajoso. E assim, Josué descobriu que a voz de Deus é maior que a dor. Josué descobriu que Deus queria cumprir a promessa. Josué descobriu a fidelidade de Deus.

Josué era um grande líder militar, mas não era suficiente, foi a Palavra de Deus que o fez ser um grande líder espiritual. Josué era como aquela árvore plantada junto a ribeiros de águas (Sl 1:3), cheio de vitaliciedade, estabilidade e produtividade. Josué tinha raiz, a mesma raiz de Moisés, a Palavra o fez ser bem sucedido na sua missão.

Josué era medroso. Como agir diante do medo??! Josué descobriu: Deus era com ele. Josué se sentia sozinho, despreparado, havia perdido o seu pai espiritual (seu referencial), mas isso fez Josué descobrir o cuidado de Deus. Todo tempo Deus cuidou de Moisés, e não seria diferente com Josué.

Josué aceitou a missão, disse sim ao chamado. O povo estava à margem oriental do rio Jordão sem qualquer esperança, e de repente Josué se levanta no meio do povo e avisa para o povo se preparar, ele iria liderar o povo e atravessar o rio Jordão.

josué 2

Imagina o povo ao olhar Josué, admirando o tamanho da coragem daquele homem em meio ao luto, em meio ao caos, em meio aquela confusão. O povo sabia que Josué era auxiliar de Moisés, o povo sabia da dor em seu coração. O sim de Josué motivou o povo. Josué trouxe esperança, Josué inspirou o povo.

Josué não brincava em serviço, Josué sabia a vontade de Deus naquele tempo. Josué pede santidade ao povo, ele sentiu que o Senhor queria fazer grandes coisas. Ao pedir santidade, Josué naturalmente acaba com a dispersão do povo, ele demonstrou saber a importância da arca da aliança e da vida em santidade. A missão só seria possível com a ajuda do Senhor, a presença de Deus o fortaleceu e trouxe direção ao povo.

Josué 3

Josué teve muitos desafios, mas se sentiu um privilegiado pelo Senhor. Josué conduziu o povo até Canaã. E você, aceita o convite??! Quer fazer parte da Geração de Josué??! As pessoas precisam, Deus conta com você! Deus está te chamando??! Deus te livre de toda dor, medo, culpa, confusão, ansiedade! Assim como as muralhas de Jericó caíram, cairão as muralhas da sua vida! Qual é a sua missão??! Chegou a sua hora, abençoe o Reino de Deus com a sua vida! Deus te faça forte e corajoso! Deus é contigo! (Leia Josué 1:1-9)

Josué 4

 

Deus os abençoe!!!

Att,

Theo Vieira.

UM OLHAR SOBRE O CORAÇÃO

Publicado: 15/05/2013 por Rubem Cruz em Chamado, Vida Devocional
Tags:,

“Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração.” 1 Samuel 16:7

Em Samuel 16, conta-nos que Saul estava sendo rejeitado como rei de Israel, e o profeta Samuel vinha tendo problemas com ele. Samuel argumentou com Deus a ida dele até Jessé o belemita (1 Samuel 16:2).O profeta Samuel sacrificou um novilho (ao se aventurar numa espionagem) e partiu para Belém, em busca da casa de um homem chamado Jessé. Esse homem tinha os seis filhos mais belos de Israel e um filho adolescente. Quando chegou em Belém, o profeta Samuel anunciou que vinha em missão de paz e convidou os aldeãos a participarem do sacrifício (1 Samuel 16.5). Quando Jessé chegou ao local, o coração de Samuel disparou. O filho mais velho, Eliabe, tinha com certeza, perfil para ser rei, mas Samuel levou um claro e nítido NÃO de Deus- assim como em relação a todos os outros filhos de Jessé (ver 1 Samuel 16. 6-8).
Sendo assim, Samuel ficou intrigado e perguntou a Jessé se aqueles eram todos os filhos que ele tinha (ver 1 Samuel 16.11ª) .

cor

Quem nunca se sentiu excluído, rejeitado, sozinho? Você já se sentiu alguma vez como o filho “excluído” por ser o mais novo? Fato é que não é necessário ser homem nem ter irmãos para se sentir dessa maneira. Em algum momento nos sentimos rejeitados, dificilmente estamos protegidos dessa sensação. Já senti a rejeição diversas vezes, talvez você já tenha se sentido assim, tratado como se não existisse, como se não fosse querido.

Os pequenos vislumbres que temos da relação de Davi com seus irmãos indica, que Davi também conhecia a dor do desprezo. Acredito que sua sabedoria e sua natureza meditativa tiveram inicio na solidão de um lar em que era o irmão caçula acostumado à rejeição e ao ostracismo. Será que ele era obrigado a ficar nos campos, cuidando das ovelhas, ou ficava lá, tendo em vista aqueles animais eram mais suportáveis que seus irmãos???

Quando Samuel perguntou a Jessé se ele tinha algum outro filho, ele respondeu : “Ainda tenho o caçula, mas ele está cuidando das ovelhas.” (1 Samuel 16.11 b)
A obstinação de Samuel é impressionante. Observe a Jessé quando soube que havia ainda outro filho: “Traga-o aqui; não nos sentaremos para comer enquanto ele não chegar.”
1 Samuel 16.11B

coracao

Quando o adolescente formoso, de traços ruivos, pequeno e, sem dúvida cheirando a ovelha, entrou em cena sem ter a menor ideia do que o aguardava. Com certeza, ele não seria a primeira escolha de seu pai nem de Samuel. Deus, contudo, ensinou a Samuel uma importante lição- 1 Samuel 16.7C.
A mente humana tem uma forte tendência a ir pela aparência a julgar com base na aparência. Mas as escolhas de Deus não são aleatórias. Algumas considerações sobre Davi mostram o porquê Deus pode tê-lo escolhido.

1-      A genealogia de Jesus e Davi são comuns – ambos eram descendentes de Judá, um dos filhos de Jacó. (gênesis 40.10a) ; a imperfeita herança familiar de Cristo nos remete à graça de Deus nas nossas vidas;

2-      Buscamos a perfeição, queremos ser bons, tão bons que não precisamos de ninguém nem de nada. E, se você não sabe, esse desejo de ser perfeito e imbatível tem base bíblica- A TORRE DE BABEL – O episódio descreve, metaforicamente, o esforço humano para ocupar o lugar do Pai. Davi era vazio dessa perspectiva de ser perfeito.

3-      Deus escolheu Davi. Aos olhos naturais, era uma escolha sem sentido, todavia Deus não trabalha com o sentido humano, mas, sim, com Sua graça. Quando Ele nos chamou, sabia o que estava fazendo.

4-      O nome Jessé significa HOMEM. Jesus chamava a Si próprio de Filho de Homem, mais do que qualquer outro título. Não é interessante que o rei de Israel, que é visto como uma tipificação de Cristo seja literalmente também o Filho do Homem?

5-      A ocupação de Davi – pastor de ovelhas. Isso fazia dele candidato ao trono. Achamos tal papel insignificante, e aos olhos humanos realmente o é, mas Deus trabalhava na vida dele desde o começo. 

DAVI ADQUIRIU UMA EXPERIÊNCIA DE VIDA INESTIMÁVEL CUIDANDO DAS OVELHAS. Salmo 78.70-72:“Então, escolheu Davi, seu servo: foi buscá-lo no meio das ovelhas. Num dia estava cuidando de ovelhas e dos seus cordeiros; no outro, estava pastoreando Jacó, o povo de Deus, Israel, sua herança, seu patrimônio. Seu bom coração fez dele um bom pastor; com sabedoria guiou seu povo.”

ovelha

Poucas coisas parecem menos espirituais do que tomar conta de um monte de ovelhas malcheirosas, porém o Altíssimo usou habilidades de Davi para propósitos eternos.O Deus que preparou Davi tem preparado você durante toda a sua vida. Quais são as suas habilidades e experiências?

Quero te dizer que Ele, toma suas qualidades e as usa para Sua Glória.Você que pensa que suas habilidades são obsoletas para o Reino, quero te dizer que Ele tem grandes planos para usá-lo de maneira única e poderosa. Nunca imagine que segui-lo significa jogar fora quem Ele o criou para ser.

Quando Davi voltou para casa, Samuel viu que ele era ruivo, de belos olhos e boa aparência (1 Samuel 16.12b).Ainda assim, Samuel não se comoveu, ele já tinha errado nas aparências com Saul. Então DEUS disse: levanta-te e unge-o, porque este mesmo é. (Samuel 16.12c) Não importa se as circunstâncias são contrárias, se as pessoas não olham para você, Deus olha, Deus vai além, Deus enxerga seu coração, então não esmoreça. Pessoas e circunstâncias passam, mas a vontade de Deus não se contradiz, NADA sobrepuja o querer de Deus. CREIA.

“Samuel tomou seu frasco de óleo e o ungiu à vista de seus irmãos. O Espírito do Eterno veio sobre Davi como uma rajada de vento, apoderando-se dele para o resto da vida.” 1 Samuel 16.13

Você pode imaginar o Espírito Santo descendo com poder Samuel se colocando com temor e reverência diante do adolescente e derramando óleo sobre sua cabeça?
Embora o óleo, certamente, tenha embaçado a visão daquele cujos olhos ele escorreu, a visão de Deus estava clara como cristal. Ele havia dito: “EU O ENVIAREI A JESSÉ. ESCOLHI UM DE SEUS FILHOS PARA FAZÊ-LO REI.” 1 Samuel 16.1C
Deus cumpre o Seu querer.

Em 2 Crônicas 16.9a, diz: “Porque, quanto ao Senhor, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com ele;”
Temos muitos motivos para confiar no Senhor, no Seu amor e cuidado. A realidade do texto não está muito distante de nós em se tratando da busca de Deus. Quanto às aparências, elas são bem mais significativas que naquele tempo, todavia Deus continua o mesmo. Deus continua a buscar o coração, Ele não quer aparências ou perfeições aparentes, Ele busca integridade, pureza de coração.

cor2
O que você tem oferecido ao Senhor? O que está no meu coração? Essas perguntas eu me faço todos os dias desde que resolvi mergulhar verdadeiramente no que Deus tem para mim. Eu andava de aparências, debaixo de mentiras, me preocupava tanto com os outros, queria agradar os outros, me omitia a todo o tempo, meus medos e anseios estavam tão bem guardados que não havia espaço para crer que Deus poderia mudar tudo. Eu estava insatisfeita. Até que resolvi crer, pois não dava para viver uma vida de miséria na presença Daquele que tem tudo para mim. Quando digo tudo, refiro-me a presença Dele que é alimento em meio a fome, é paz em meio a guerra, que é conforto em meio ao desiquilíbrio, que é água em meio a sede… Eu era uma pessoa que exaltava minhas dores, que resmungava, que me entristecia facilmente, até que me vi numa situação insuportável, caminhar assim estava me fadigando, me levando a exaustão mental, emocional e sei que também estava entristecendo ao Senhor pois a vida que Ele tem para mim não condizia ao que eu vivia.
E foi no reconhecimento da minha hipossuficiência total, nas minhas mazelas, nas minhas angústias, nas minhas perdas, que vi as mãos do Senhor a me conduzir para uma vida que não havia me aprofundado – vida de oração, Ele me levou para um lugar que nunca havia pisado, eu comecei a orar, a buscar como nunca havia feito, e com minha vida de oração comecei a andar em lugares floridos, alegres, belos, cheio de paz, me encontrei no e com o Senhor.

JOVEM_~1
A verdade é que, quem se encontra com o Espírito Santo diariamente é renovado, quem tem o Espírito Santo como amigo íntimo passa pelas dificuldades, dores e lutas, mas de forma diferente. Tem gênio difícil, mas aprende ser domado, tem mente suja, mas aprende a pensar coisas dignas e puras (Filipenses 4:8), tem conceitos depreciativos de si mesmo, mas começa a se ver como Deus vê (Filipenses 4:8), têm defeitos, pecados e não se acostuma a eles, tem dores e é curado, tem aflições, mas também tem o esconderijo (Salmo 91). A fome e dor chegam para todos, mas há uma certeza o sustento e dependência vem. Tenho aprendido diariamente que, o Senhor é o meu pastor e de NADA TEREI FALTA.
O Espírito Santo quer te anunciar coisas específicas que Deus tem para você (e não para o outro), Deus sonha com você (e isso pode te soar clichê, mas lembre-se ninguém é igual a você e isso tem um por que, existem coisas só para você). Não coma migalhas no chão, se você pode se sentar à mesa.
Deus te abençoe!

Ana Luíza Cruz Barcelos

A bíblia diz em I João 2.6 que: Aquele que diz que vive unido com Deus deve viver como Jesus viveu.

Quando nós olhamos para a vida e ministério de Jesus, vemos que ele gastou seu tempo atendendo as necessidades das pessoas e discipulando. Hoje, isso se tornou uma grande dificuldade da igreja. Nós nos tornamos excelentes em eventos, congressos, cruzadas evangelísticas, mas, nos tornamos fracos no discipulado. Quando estudamos sobre a vida de Jesus, vemos que toda a sua caminhada foi uma preparação para o cumprimento da missão que era morrer na cruz e ressuscitar ao terceiro dia.

Quando José e Maria levam Jesus ao templo após ser circuncidado, como era o costume dos judeus, Simeão vê Jesus e fala coisas duras para Maria, que seu filho vai sofrer… Jesus ali já começava a ser preparado, o coração dos seus pais começa a ser preparado para a missão. Quando os reis magos vão visitar Jesus, alguns historiadores dizem que Jesus devia ter por volta de 2 anos nessa época, eles levam três presentes: Ouro, incenso e mirra. O ouro, porque ele era Rei, o incenso está relacionado à adoração e a mirra era o perfume usado nos corpos naquela época. Desde o inicio a vida de Jesus foi uma preparação para cumprir sua missão; na nossa vida não é diferente, você possui características especificas, você passou por coisas boas e ruins, por perdas, alegrias, frustrações, talvez você tenha conhecido Jesus já na fase adulta ou tenha nascido em um lar cristão, mas tenha certeza: tudo que você passou até hoje foi um preparo, você não seria quem você é hoje se não tivesse passado pelo que passou. Hoje a comunidade, a igreja que você vive precisa de suas características, das suas peculiaridades.

Nós estamos sendo continuamente preparados para cumprir nossa missão que é: ir e fazer discípulos. Nós muitas vezes achamos que essa palavra é especifica para pastores, missionários, grandes lideres… Mas essa palavra é pra mim e pra você. Nós cumprimos nossa missão de maneira diferente, alguns cumprem sua missão sendo professores, outros sendo pastores, sendo comerciantes…. Não se esqueça: Você não nasceu apenas para constituir família, ter um bom emprego e viver a vida, você nasceu para fazer discípulos. Se você conheceu Jesus e entregou sua vida a Ele, Ele te deu essa missão e Ele promete que você será participante de sua glória! Mas muitas vezes nós esquecemos que antes da glória vem o sacrifício, e hoje, eu escrevo aqui pra te falar sobre um principio fundamental da vida daqueles que partilham do Reino: o sacrifício.

Muitos hoje não estão dispostos a passar por essa etapa, mas Jesus nos ensina que isso não é possível, a bíblia diz em Filipenses 2 que ele se humilhou, mas que Deus o exaltou sobre maneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome.

Nós como líderes precisamos entender que começa em nós, se nós não vivermos esse princípio, o povo também não vai viver. No discipulado acontece algo interessante: Você reproduz aquilo que você é, se você deseja algo da sua igreja, seja isso antes! Eu preciso te falar uma verdade dura da palavra de Deus, se você deseja ser líder e se preparar para isso, você precisa passar pelo sacrifício, isso às vezes vai se refletir em coisas práticas, como: Você quer viajar com sua família, mas o pastor marcou uma reunião importante que você precisa estar presente… Às vezes seu trabalho ocupa todo o seu tempo, e não sobra mais pra nada…. Existe uma etapa da nossa vida em que precisamos escolher, vamos tomar a cruz e passar pelo sacrifício ou vamos nos contentar com a salvação e não sermos trabalhadores na missão? Hoje você está aqui porque Deus tem chamado você para ser participante da missão, da sua glória e consequentemente do sacrifício.

O que vai fazer diferença na sua liderança é se você está disposto a passar pelo sacrifício ou não. Talvez, você aprendeu a vida toda a ser igreja de um jeito e agora você está recebendo uma orientação do seu pastor que você deve fazer de outro jeito, talvez esse será seu sacrifício, abrir mão daquilo que você aprendeu até hoje, para viver o novo de Deus. Mesmo sendo diferentes há uma verdade sobre nós que nos une: Jesus morreu e ressuscitou por nós e isso basta. Não estamos aqui para levantar bandeira do que pensamos, levantamos a bandeira do Reino e fazemos de tudo para que ele cresça. Não importa se minha ideia é diferente da do pastor, se essa é a direção que ele está apontando, eu vou trabalhar e vou fazer dar certo. Talvez seu sacrifício esteja relacionado ao tempo, você vai precisar sacrificar um tempo no trabalho, o que significa menos dinheiro, para fazer a obra de Deus com excelência, talvez seja sua família, às vezes trocamos a ordem de prioridade, precisamos sim cuidar da nossa casa, nosso primeiro chamado e missão é ser marido, esposa, mãe, pai… Mas jamais nossa casa pode estar a frente de Deus, e as vezes usamos a frase:” Família vem antes de igreja” como desculpa, por que as vezes estamos com preguiça, não queremos nos esforçar, não queremos passar pelo sacrifício.

Então pense naquilo que você terá que abrir mão para que você viva a missão que o Senhor confiou a você.

A paz! Deus te abençoe!

Layla Cordeiro

CARTA ABERTA AOS VOCACIONADOS

Publicado: 04/06/2012 por Rubem Cruz em Chamado
Tags:,

Caro vocacionado, você… você mesmo que um dia foi chamado por Deus. Você que desfez a cama, fez as malas, arrumou o quarto, deu um beijo nos pais, saiu pela porta, disse adeus ao portão, um pé, outro pé e se foi.

Eu deveria, em minha breve experiência, dizer: fuja! Enquanto há tempo, se mande pelas rodovias marginais, pegue o caminho para o mundo, atravesse as florestas, se abrigue em cavernas, fuja com a velocidade dos desesperados.

Ou talvez, quem sabe, fosse melhor eu dizer: fique! Entre no armário, atrás do fogão, na despensa. Troque de quarto, desligue na cara, não receba folhetos, não aceite orações, se esconda.

Pois foi assim que eu fiz no dia em que fui chamado. Eu fugi e fiquei. Olhei no espelho e disse para mim mesmo: “Escolho o fim do mundo, o fim da minha própria vida. Serei o meu Deus por apenas cinco minutos e entrarei no barco de minha liberdade.”

E se o céu se fechar, o mar agitar, o chão estremecer? O filho doente, a mãe doente, minha carne doente? Não importa. “Não vou, porque não quero. Não quero porque não aceito.” Fui e fiquei dentro de mim.

Você que foi chamado por Deus. Eu me preocupo com você. Sei bem o que é estar no seu lugar. E também sei o que é estar fora do meu lugar. O Senhor mandou-me fazer coisas que me afrontavam, em um lugar que não me agradava, falar para uma gente que eu não gostava, acerca de uma mensagem que eu não concordava.

E todo mundo dizia: “Bom dia, pastor”, “Boa tarde, pastor”, “Como vai, profeta?” Eu até era educado, mas queria mesmo era dizer: “Danem-se!” Mas não podia, meu grito entalado, minha barriga fria, meu nome sendo chamado.

Então percebi que antes de ser chamado para lá, eu fui chamado para aqui. E gostaria que você me visse colocando a mão no peito, porque o meu “aqui” é bem aqui dentro de mim. É duro admitir, mas a minha vocação é a minha vida. E como eu fugi! Fugi de mim mesmo durante muito tempo, colocando a vida dos outros em segundo plano.

No fundo é assim que Deus faz, Ele nos mostra que o verdadeiro encontro com o sentido da vida é encontrar a nossa vida nas demandas do outro. E admito, caro vocacionado, que todos nós temos os nossos próprios outros. Talvez se eu tivesse fugido até o fim, chegado ao fim do mundo, lá eu teria encontrado pessoas. Mas não seriam as minhas pessoas, e certamente eu não seria a pessoa delas.

Descobri, em lágrimas, que a minha vocação (e a sua também), tem a ver com os homens e mulheres que sofrem quando dizemos não para o chamado. As pessoas que Deus nos dá para amarmos. Enquanto amei odiá-las eu acabava odiando a mim mesmo. Deus nos mistura a elas, como se o meu sangue corresse em suas veias.

Você pode me perguntar: “Mas o que te dá tanta certeza disso, profeta?” Afinal de contas eu ainda choro, meus horários não batem, chego atrasado, não sou compreendido, me chamam de louco, não tenho tempo pro lazer e alguns me interrogam: “Isso é que é vida?”

Eu preciso lhe dizer que afinal, se isso não é vida, não pretendo saber o que é vida então. O chamado acabou dando o sentido que eu preferiria que tudo não tivesse. Mas agora, além-mar, eu percebo que nada faria sentido se eu não estivesse aqui, aqui e aqui, cercado de tudo aquilo que, em um dia cinza, Deus me deu e eu não quis. Depois de tudo, percebi que não era apenas a obra de Deus que eu estava realizando, mas era o próprio Deus realizando a obra dele em mim e naqueles que ele separou para mim e me separou para eles.

Ainda assim, meu conselho é o mesmo: fuja e fique.

Fuja de si, mas fique em Deus.

Um abraço fraterno.

Do seu,

Jonas, filho de Amitai

Carlos Magalhães

CHAMADOS PARA FAZER A DIFERENÇA

Publicado: 12/05/2012 por Rubem Cruz em Chamado, Evangelismo

“Aqui estou com os filhos que o Senhor me deu. Em Israel somos sinais e símbolos da parte do Senhor dos Exércitos, que habita no monte Sião.”

Isaías 8:18 

No período do versículo acima, o povo de Israel estava muito distante de Deus. Eles estavam aderindo às práticas pagãs. E isso desagradava muito a Deus. Porém, em meio a essa sociedade totalmente corrompida e incrédula, os filhos de Isaías, ou seja, seus seguidores se destacavam como símbolos de Deus. Eles eram exemplos e referências. Mas e você? Será que você tem sido sinal de Deus na sociedade onde vive?

Nós temos um chamado especial para sermos a diferença no nosso meio. Jesus nos convoca para sermos sal e luz na meio dessa geração que anda em trevas.

“Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens. Vocês são a luz do mundo. Não pode esconder uma cidade construída sobre um monte. E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Ao contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa.Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus.”

Mateus 5:13-16

Depois desse texto, podemos ter a certeza de que a vontade de Deus é que façamos a diferença no nosso meio, esse é o nosso chamado e a nossa vocação. Porém a decisão tem que ser nossa: nós iremos querer viver uma vida santa, que seja a diferença e reflita a glória de Deus ou preferiremos continuar vivendo uma vida medíocre segundo a vontade da carne.

Como eu consigo ser a diferença no meu meio de convívio?

1. Não se conforme com os valores que estão presentes nesse mundo de trevas.

“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.”

Romanos 12:2

“Não chamem conspiração a tudo o que este povo chama conspiração; não temam aquilo que eles temem, nem se apavorem.”

Isaías 8:12 

Devemos tomar muito cuidado para que as coisas que o mundo prega e difunde não nos contamine. A todo o tempo somos bombardeados com investidas de Satanás, tentando nos fazer abandonar a vontade de Deus em troca de simples vontades da carne humana, porém nós devemos resistir e, principalmente, devemos pedir que Deus blinde a nossa mente contra essas coisas, devemos pedir que Deus nos transforme.

2. Devemos tentar nos tornar mais parecidos com Deus.

 “Pois está escrito: ‘Sejam santos, porque eu sou santo.”

I Pedro 1:16

Quando Deus nos aconselha a sermos santos como Ele é, é como se estivesse nos falando: “Sejam parecidos comigo, eu sou santo e vocês podem ser também!”

3. Busque o Espírito Santo.

“Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei.”

Gálatas 5:22 e 23

Sempre que buscamos o Espírito Santo, os seus frutos são produzidos na nossa vida. E, a partir do momento que isso ocorre, as pessoas passam a ver algo especial em nós.

Bem, então eu queria de desafiar nesse sábado, assim como Isaías fez, a viver como sinais e símbolos de Deus no seu meio de convívio. Que você possa cumprir o seu chamado e realmente ser diferença. Deus abençoe a todos.

Brenda Gonçalves

CHAMADOS PARA MARCAR UMA GERAÇÃO

Publicado: 02/05/2012 por Rubem Cruz em Chamado, Pecado, Testemunho
Tags:, ,

Bom dia galera!

Volta do feriadão, como foi bom esse feriado né. Hoje deixarei vocês com uma palavra que minha noiva deu num congresso de juniores. Que Deus abençoe o dia de vocês!

Daniel 1.1-8

Daniel como muitos outros do seu povo, foi feito prisioneiro de outro país. Lá foi escolhido para trabalhar no palácio do rei, para isso ele teria que comer a comida e a bebida do rei e ter o mesmo estilo de vida que todos que trabalhavam ali, mas Daniel fez a escolha de não se contaminar com os manjares do rei. Daniel era diferente, ele marcou a época em que viveu porque escolheu não se contaminar.

Esses jovens foram separados no meio de muitos, como você. Você sabe quantos da sua idade moram em Campos? Em média 56,874 juniores. Por algum motivo Deus escolheu você para estar aqui hoje, independente de como você soube do congresso, isso foi apenas uma estratégia que Deus usou para atrair você. E você sabe por quê? Porque Deus tem chamado você para fazer a diferença como Daniel fez!

Mas você pode perguntar: Mas, Deus me chamou mesmo? Se você está aqui hoje, escutando essa palavra, a resposta é sim! A bíblia diz que o desejo de Deus é que todos sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade (I Tm 2.4), Deus chama a todos, mas alguns escutam seu chamado e obedecem, e esse é o seu caso, você escutou o chamado de Deus e está aqui essa noite.

Algo que Deus deseja de nós e que sejamos parecidos com Ele, ele é nosso Pai e quer que sejamos como ele… E o que Deus é?

I Pedro 1.15 – 16 – “mas como é santo aquele que vos chamou sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver, porque está escrito: Sede santos, porque eu sou santo”.

Deus é santo, e Daniel sabia disso, por isso não quis se contaminar com a forma de vida de pessoas que não conheciam a Deus, ele queria ter uma maneira de viver diferente. (O mundo hoje nos ensina a viver de uma maneira diferente do que a bíblia diz, se não fizermos o que Daniel fez, vamos acabar sendo igual ao mundo, fazendo o que todo mundo faz, só porque é “normal”)

O desejo do coração de Deus não mudou em relação a nós, a primeira coisa que Deus te chama a fazer é ser santo. Mas para sermos santos é necessário estar longe de algumas coisas que muitas vezes nem são pecado, mas podem nos afastar de Deus.

Eu queria conversar com vocês, queria que nós pensassemos sobre o que precisamos abrir mão, como Daniel fez, para que possamos ser santos como Deus é.

Conversas tolas

Salmo 1.1 – “Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores!”

Roupas impróprias

I Coríntios 3.16 – “Certamente vocês sabem que são o templo de Deus e que o Espírito de Deus vive em vocês.”

I Pedro 3. 3-4 – “Não procure ficar bonita usando enfeites, penteados exagerados, jóias ou vestidos caros. Pelo contrário, a beleza de você deve estar no coração, pois ela não se perde; ela é a beleza de um espírito calmo e delicado, que tem muito valor para Deus.”

Programas de TV que ensinam coisas contrárias a palavra de Deus

Mateus 6.22-23 – “Os olhos são como uma luz para o corpo: quando os olhos de vocês são bons, todo o seu corpo fica cheio de luz. Porém, se os seus olhos forem maus, o seu corpo ficará cheio de escuridão. Assim, se a luz que está em você virar escuridão, como será terrível essa escuridão!”

Música secular

Romanos 10.17 – ‘De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.’

Falta de administração do tempo

Efésios 5. 15-16 – “Portanto, prestem atenção na sua maneira de viver. Não vivam como os ignorantes, mascomo os sábios. Os dias em que vivemos são maus; por isso aproveitem bem todas as oportunidades que vocês têm.”

Eclesiastes 3.1 – tudo tem o seu tempo

Essas coisas muitas vezes não são pecado, mas são embaraço para nossa vida (Hebreus 12.1) Ex: – O embaraço diminui a nossa velocidade, e nos deixa mais propício a cair, se um perigo vier, teremos dificuldade de correr, porque estamos presos…

Quando abrimos nossas vidas para essas coisas ficamos mais vulneráveis ao pecado.

Às vezes não sabemos por que não conseguimos vencer uma dificuldade, às vezes temos dificuldade de obedecer nossos pais, temos dificuldade com impureza, buscamos essas coisas em filmes, sites, em conversas, somos arrogantes com as pessoas, sem paciência, gostamos de brigar…. Ficamos assim, quando ao invés de sermos cheios de Deus nós buscamos outras coisas, buscamos a TV, a internet, nossos amigos…. Mas a palavra de Deus diz: enchei-vos do Espírito (Ef.5.18)

Lembra de Daniel? Ele não quis ser como os outros jovens que não amavam a Deus, mas ele escolheu ser cheio de Deus, e por isso foi honrado, terminou sua vida sendo um dos governantes da Babilônia, do país que antes era prisioneiro, Deus honra o nosso desejo de ser santo.

Hoje lembramos de Daniel assim, como alguém que foi diferente, que escolheu não se contaminar. Como as pessoas vão lembrar de você? Como você deseja que elas lembrem?

Deus está aqui, Ele te escolheu para estar aqui, porque ele quer fazer de você alguém como Daniel foi, alguém que marcou o tempo em que viveu e que até hoje é lembrado, não porque era bonito, inteligente, mas porque foi amigo de Deus e por causa dele toda aquela nação conheceu a Deus.

Layla Cordeiro