Posts com Tag ‘Discípulo’

A bíblia diz em I João 2.6 que: Aquele que diz que vive unido com Deus deve viver como Jesus viveu.

Quando nós olhamos para a vida e ministério de Jesus, vemos que ele gastou seu tempo atendendo as necessidades das pessoas e discipulando. Hoje, isso se tornou uma grande dificuldade da igreja. Nós nos tornamos excelentes em eventos, congressos, cruzadas evangelísticas, mas, nos tornamos fracos no discipulado. Quando estudamos sobre a vida de Jesus, vemos que toda a sua caminhada foi uma preparação para o cumprimento da missão que era morrer na cruz e ressuscitar ao terceiro dia.

Quando José e Maria levam Jesus ao templo após ser circuncidado, como era o costume dos judeus, Simeão vê Jesus e fala coisas duras para Maria, que seu filho vai sofrer… Jesus ali já começava a ser preparado, o coração dos seus pais começa a ser preparado para a missão. Quando os reis magos vão visitar Jesus, alguns historiadores dizem que Jesus devia ter por volta de 2 anos nessa época, eles levam três presentes: Ouro, incenso e mirra. O ouro, porque ele era Rei, o incenso está relacionado à adoração e a mirra era o perfume usado nos corpos naquela época. Desde o inicio a vida de Jesus foi uma preparação para cumprir sua missão; na nossa vida não é diferente, você possui características especificas, você passou por coisas boas e ruins, por perdas, alegrias, frustrações, talvez você tenha conhecido Jesus já na fase adulta ou tenha nascido em um lar cristão, mas tenha certeza: tudo que você passou até hoje foi um preparo, você não seria quem você é hoje se não tivesse passado pelo que passou. Hoje a comunidade, a igreja que você vive precisa de suas características, das suas peculiaridades.

Nós estamos sendo continuamente preparados para cumprir nossa missão que é: ir e fazer discípulos. Nós muitas vezes achamos que essa palavra é especifica para pastores, missionários, grandes lideres… Mas essa palavra é pra mim e pra você. Nós cumprimos nossa missão de maneira diferente, alguns cumprem sua missão sendo professores, outros sendo pastores, sendo comerciantes…. Não se esqueça: Você não nasceu apenas para constituir família, ter um bom emprego e viver a vida, você nasceu para fazer discípulos. Se você conheceu Jesus e entregou sua vida a Ele, Ele te deu essa missão e Ele promete que você será participante de sua glória! Mas muitas vezes nós esquecemos que antes da glória vem o sacrifício, e hoje, eu escrevo aqui pra te falar sobre um principio fundamental da vida daqueles que partilham do Reino: o sacrifício.

Muitos hoje não estão dispostos a passar por essa etapa, mas Jesus nos ensina que isso não é possível, a bíblia diz em Filipenses 2 que ele se humilhou, mas que Deus o exaltou sobre maneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome.

Nós como líderes precisamos entender que começa em nós, se nós não vivermos esse princípio, o povo também não vai viver. No discipulado acontece algo interessante: Você reproduz aquilo que você é, se você deseja algo da sua igreja, seja isso antes! Eu preciso te falar uma verdade dura da palavra de Deus, se você deseja ser líder e se preparar para isso, você precisa passar pelo sacrifício, isso às vezes vai se refletir em coisas práticas, como: Você quer viajar com sua família, mas o pastor marcou uma reunião importante que você precisa estar presente… Às vezes seu trabalho ocupa todo o seu tempo, e não sobra mais pra nada…. Existe uma etapa da nossa vida em que precisamos escolher, vamos tomar a cruz e passar pelo sacrifício ou vamos nos contentar com a salvação e não sermos trabalhadores na missão? Hoje você está aqui porque Deus tem chamado você para ser participante da missão, da sua glória e consequentemente do sacrifício.

O que vai fazer diferença na sua liderança é se você está disposto a passar pelo sacrifício ou não. Talvez, você aprendeu a vida toda a ser igreja de um jeito e agora você está recebendo uma orientação do seu pastor que você deve fazer de outro jeito, talvez esse será seu sacrifício, abrir mão daquilo que você aprendeu até hoje, para viver o novo de Deus. Mesmo sendo diferentes há uma verdade sobre nós que nos une: Jesus morreu e ressuscitou por nós e isso basta. Não estamos aqui para levantar bandeira do que pensamos, levantamos a bandeira do Reino e fazemos de tudo para que ele cresça. Não importa se minha ideia é diferente da do pastor, se essa é a direção que ele está apontando, eu vou trabalhar e vou fazer dar certo. Talvez seu sacrifício esteja relacionado ao tempo, você vai precisar sacrificar um tempo no trabalho, o que significa menos dinheiro, para fazer a obra de Deus com excelência, talvez seja sua família, às vezes trocamos a ordem de prioridade, precisamos sim cuidar da nossa casa, nosso primeiro chamado e missão é ser marido, esposa, mãe, pai… Mas jamais nossa casa pode estar a frente de Deus, e as vezes usamos a frase:” Família vem antes de igreja” como desculpa, por que as vezes estamos com preguiça, não queremos nos esforçar, não queremos passar pelo sacrifício.

Então pense naquilo que você terá que abrir mão para que você viva a missão que o Senhor confiou a você.

A paz! Deus te abençoe!

Layla Cordeiro

Anúncios

O CAMINHO DO DISCIPULADO

Publicado: 06/04/2012 por Rubem Cruz em Cristianismo, Discipulado
Tags:

Em Atos 9 contemplamos o caminho da conversão, o caminho da salvação, o caminho da transformação, isto através da vida de uma pessoa que de perseguidor virou apóstolo, pois Saulo através do propósito maior de Deus transforma-se em Paulo, filho de Deus, pregador, discípulo de Jesus Cristo, logo sendo um grande discipulador, já que não basta sermos apenas discípulos, temos que ser discípulos que fazem discípulos.

Em Atos 14 contemplamos o caminho do discipulado, caminho este árduo, porque muitas vezes lutamos por nossos discípulos, por nossos filhos espirituais, e no meio de tanto cuidado, temos que tomar um cuidado maior, em meio à batalha espiritual, o líder tem que sempre buscar algo mais da parte de Deus, buscar viver o diferente de Deus, sempre temos que ser honestos, sinceros, sensíveis, para não deixar de ser guiado pelo Espírito Santo e não deixar de falar o que Deus pede.

A base do discipulado é a oração e não deixar de buscar a revelação na bíblia, para assim instruir e direcionar o discípulo, estando preparado espiritualmente para receber as várias apedrejadas no caminho. Paulo foi apedrejado, isso o fortificou, o fez reconhecer que estava no caminho certo, logo adentrou aquela cidade e ali fez muitos discípulos.

Continue a promover o que Deus tem para você, de forma a fortalecer a vida espiritual do seu discípulo: dando força, repreendendo a permanecer e apresentando a importância do Reino de Deus. Você não é perfeito, mas no momento do discipulado você representa um super-herói que venho salvar a pele de alguém indefeso ou como um pai segurando uma criança que está aprendendo a andar.

Tenha paciência, batalhas existirão, erros acontecerão, mas demonstre para o seu discípulo a importância de amar a Deus e amar ao próximo, a importância de seguir a Cruz de Cristo, a importância de viver em Deus, caminhe junto com ele, pois no final você verá o nascer de uma pessoa transformada por Deus, e você é o instrumento que Deus quer usar para que isso ocorra sempre.

Ei você que está cuidando de alguém e o fardo está pesado, quero lhe dizer algo: não desista, você está no caminho certo, pedras virão em sua direção, mas você é direcionado, guardado e protegido por Deus, continue orando, jejuando e instruindo. No fim você dará um suspiro, lembrará as cenas marcantes do caminho do discipulado, contemplará assim como o desabrochar de uma rosa e dirá: Que lindo, valeu a pena Senhor!!!

“Sobrevieram, porém, uns judeus de Antioquia e de Icônio que, tendo convencido a multidão, apedrejaram a Paulo e o arrastaram para fora da cidade, cuidando que estava morto.
Mas, rodeando-o os discípulos, levantou-se, e entrou na cidade, e no dia seguinte saiu com Barnabé para Derbe.
E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, e Icônio e Antioquia,
Confirmando os ânimos dos discípulos, exortando-os a permanecer na fé, pois que por muitas tribulações nos importa entrar no reino de Deus.
E, havendo-lhes, por comum consentimento, eleito anciãos em cada igreja, orando com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido.” 
(Atos 14:19-23)

Theo Vieira