Posts com Tag ‘Pai’

CONHECENDO A GRAÇA DO PAI

Publicado: 27/02/2013 por Rubem Cruz em Vida Devocional
Tags:

Bom dia galera!
Deixarei vocês com minha esposa linda, leia esse texto que na verdade é uma pregaçao e seja grandemente abençoado.
Lucas: 15. 11. Disse-lhe mais: Certo homem tinha dois filhos. 12. O mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me toca. Repartiu-lhes, pois, os seus haveres. 13. Poucos dias depois, o filho mais moço ajuntando tudo, partiu para um país distante, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente. 14. E, havendo ele dissipado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a passar necessidades. 15. Então foi encontrar-se a um dos cidadãos daquele país, o qual o mandou para os seus campos a apascentar porcos. 16. E desejava encher o estômago com as alfarrobas que os porcos comiam; e ninguém lhe dava nada. 17. Caindo, porém, em si, disse: Quantos empregados de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome! 18. Levantar-me-ei, irei ter com meu pai e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; 19. já não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus empregados. 20. Levantou-se, pois, e foi para seu pai. Estando ele ainda longe, seu pai o viu, encheu-se de compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou. 21. Disse-lhe o filho: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho. 22. Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, e vesti-lha, e ponde-lhe um anel no dedo e alparcas nos pés; 23. trazei também o bezerro, cevado e matai-o; comamos, e regozijemo-nos, 24. porque este meu filho estava morto, e reviveu; tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a regozijar-se. 25. Ora, o seu filho mais velho estava no campo; e quando voltava, ao aproximar-se de casa, ouviu a música e as danças; 26. e chegando um dos servos, perguntou-lhe que era aquilo. 27. Respondeu-lhe este: Chegou teu irmão; e teu pai matou o bezerro cevado, porque o recebeu são e salvo. 28. Mas ele se indignou e não queria entrar. Saiu então o pai e instava com ele. 29. Ele, porém, respondeu ao pai: Eis que há tantos anos te sirvo, e nunca transgredi um mandamento teu; contudo nunca me deste um cabrito para eu me regozijar com os meus amigos; 30. vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado. 31. Replicou-lhe o pai: Filho, tu sempre estás comigo, e tudo o que é meu é teu; 32. era justo, porém, regozijarmo-nos e alegramo-nos, porque este teu irmão estava morto, e reviveu; tinha-se perdido, e foi achado.
Nessa parábola do filho pródigo Jesus nos ensina vários princípios, na maioria das vezes que lemos essa parte da palavra de Deus damos atenção ao filho mais novo, observamos o que a bíblia diz sobre ele, sobre sua saída de casa e sua volta, mas quero ressaltar com você o comportamento do filho mais velho. Jesus nunca contava uma história sem um objetivo, e com essa parábola não é diferente, o filho mais velho é o retrato claro de alguém que não conhece o caráter gracioso do Pai, e por isso não desfrutava da graça, o que acabou gerando nele alguns comportamentos e atitudes que nunca deveriam fazer parte dos filhos de Deus. A primeira coisa que podemos observar é que em momento algum esse filho sai de casa de seu pai.

1- Mesmo estando na casa do Pai, o filho não tinha intimida com Ele. – (v.28) Em momento algum o filho mais velho se refere ao pai como pai. Mesmo em casa ele se perde naquilo que ele realmente nasceu para fazer, se relacionar intimamente com o pai. Como é fácil isso acontecer conosco, estar na casa do Pai não nos garante intimidade com ele, e não garante que vamos conhecê-lo e conhecer seu caráter. O que aconteceu com o filho mais velho é um tipo de comportamento que muitas vezes persegue os filhos de Deus, apenas estar na casa do Pai não garante nada a nós, o filho mais velho cometeu um erro que custou muito caro a ele – Ele confundiu sua função com sua identidade (v.29), sua função é de servo, sua identidade é de filho. O texto mostra que ele fazia as coisas como obrigação e não porque o seu coração estava naquilo, ele acredita que é por fazer as coisas que vai merecer algo do pai. Quando isso acontece nos tornamos amargos e perdemos a oportunidade de conhecer e experimentar a graça de Deus, apresentamos os mesmos sintomas desse filho, que nunca saiu de casa, esteve perto do pai em todo tempo, mas nunca o conheceu de verdade.
2- Outra característica apresentada por ele e a intolerância: Se observarmos seu comportamento, quando ele escuta a musica em casa ele nem quer entrar, pede para que um empregado diga o que está acontecendo, e quando descobre fica indignado – quem não experimenta a graça do pai prefere ficar sozinho do lado de fora ao entrar na festa com sua família. O filho mais velho cometia erros porque era humano, mas sua postura ao se indignar com a atitude do pai mostra que ele se achava melhor que o irmão. Quem não conhece a graça de Deus olha o erro dos outros e não olha o seu, é alguém que coloca pesos e medidas diferentes quando o assunto é pecado, é alguém que acha que prostituição é pecado, mas mentir pedindo alguém para dizer que não está em casa porque não quer atender ao telefone não é. A intolerância nada mais é do que a falta de graça. Precisamos entender que nós somos os representantes do Reino de Deus na terra, e nós é que vamos receber as pessoas que estão lutando contra pecados como prostituição, homossexualidade, adultério, se hoje os tempos estão difíceis, pode ser preparar irmão porque vai ficar pior e se nós não formos cheios da graça de Deus vamos fracassar.
3 – Outra característica apresentada pelo filho mais velho e que é típico de alguém que não experimenta a graça de Deus em sua vida é não se sentir parte da família, (ele não chama o pai de pai e nem o irmão de irmão em nenhum momento) Ele mostra que se sente sozinho mesmo na casa do pai. O filho mais velho sempre luta para merecer o seu lugar e não entende que não há nada que ele faça, porque o que o faz fazer parte da família é a graça de Deus, é a identidade que lhe foi dada por Deus, que nunca poderá ser mudada.
Layla Cruz

O CLAMOR DE JAIRO!

Publicado: 18/02/2013 por Rubem Cruz em Família
Tags:

Fala minha galera bonita!

Que saudade de vocês, ficamos muito tempo de “férias” rs, é pessoal casei, viajei, tanta coisa para contar para vocês, mas tenho uma noticia muito boa, o blog está de volta e com força total, com novos escritores, vai ser muito especial e para voltarmos, vou deixar vocês com um texto da minha esposa linda, texto que foi usado na pregação dela na nossa igreja ontem.

E, passando Jesus outra vez num barco para o outro lado, ajuntou-se a ele uma grande multidão; e ele estava junto do mar.E eis que chegou um dos principais da sinagoga, por nome Jairo, e, vendo-o, prostrou-se aos seus pés,E rogava-lhe muito, dizendo: Minha filha está moribunda; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos, para que sare, e viva.Estando ele ainda falando, chegaram alguns do principal da sinagoga, a quem disseram: A tua filha está morta; para que enfadas mais o Mestre?E Jesus, tendo ouvido estas palavras, disse ao principal da sinagoga: Não temas, crê somente.E não permitiu que alguém o seguisse, a não ser Pedro, Tiago, e João, irmão de Tiago.E, tendo chegado à casa do principal da sinagoga, viu o alvoroço, e os que choravam muito e pranteavam.E, entrando, disse-lhes: Por que vos alvoroçais e chorais? A menina não está morta, mas dorme.E riam-se dele; porém ele, tendo-os feito sair, tomou consigo o pai e a mãe da menina, e os que com ele estavam, e entrou onde a menina estava deitada.E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talita cumi; que, traduzido, é: Menina, a ti te digo, levanta-te.E logo a menina se levantou, e andava, pois já tinha doze anos; e assombraram-se com grande espanto.E mandou-lhes expressamente que ninguém o soubesse; e disse que lhe dessem de comer. (Marcos 5:21-23/35-43)

A rotina de Jesus era agitada, quando não estava pregando ou ensinando, sempre vinham pessoas até ele querendo cura, libertação ou uma nova vida.

Nesse contexto, após ter pregado Jesus pega um barco com seus discípulos e vai até a terra dos gesarenos ou gadarenos, lá encontra um homem endemoninhado e liberta-o, depois volta para Cafarnaum que ficava a margem do mar da Galiléia. Quando chega, a bíblia diz que a multidão rapidamente veio ao seu encontro e entre muitas pessoas veio também um homem chamado Jairo, ele era alguém importante naquela localidade, pois era um dos principais da sinagoga, ou seja, era ele o responsável pela manutenção e programação dos trabalhos no local onde os judeus prestavam culto.

A bíblia nos conta que ele se prostrou aos pés de Jesus (v.22) e insistentemente suplicou que fosse com ele até sua casa, pois sua filha estava morrendo, e Jesus vai com ele.

O primeiro princípio que aprendo com essa história é que:

1-    Não importa quem você seja, Jesus olha você como um ser individual e olha seu coração – Jairo mesmo sendo alguém de prestígio na sociedade ele se prostra aos pés de Jesus e lhe faz uma suplica, súplica significa: pedido com humildade. Há umas horas antes desse acontecimento Jesus havia atravessado o mar da Galiléia para estar com um mendigo e libertá-lo, e agora ele estava com um dos principais da sinagoga.  Jesus não olha nossa conta bancária, como nos vestimos, ele tem uma capacidade que nós não temos: De olhar para nós e enxergar no fundo da nossa alma e ver se estamos sendo sinceros com ele.

No caso de Jairo ele rasgou seu coração diante do mestre, pois seu maior sonho estava morrendo. Fico pensando ao ler esse texto que talvez Jairo tenha esperado até o fim para recorrer a Jesus, como se fosse à última solução, a última coisa que ele poderia fazer. Não espere a morte bater em sua porta para convidar Jesus para ir até sua casa, e não digo de morte física apenas, mas morte de sonhos, de esperança, projetos, morte da primeira instituição formada por Deus, a família. Não espere a morte assolar sua rotina para chamar Jesus para ir com você até sua casa, mas até se isso acontecer ele vai contemplar seu coração sincero e vai aceitar o seu convite.

imagesCAIIZO74

2-     Um líder pode mudar a história de sua casa e daqueles que estão a sua volta.

Um líder que sabe procurar ajuda no lugar certo pode mudar o rumo da vida daqueles que estão debaixo de seu cuidado. A bíblia diz que Jairo foi até Jesus, bem provavelmente sua filha nem soubesse que ele estava recorrendo ao mestre, mas por causa dessa atitude do responsável da casa houve uma mudança no curso da vida daquela menina, seu fim era morte, mas através da atitude de seu pai houve vida. Quantos pais nós temos aqui? Quantos responsáveis espirituais temos aqui? Todos nós somos responsáveis espirituais por alguém, pois conhecemos a Jesus. Lembre-se: Nós podemos mudar a sentença que está sobre a vida de alguém através do nosso clamor junto a Jesus. Quantos de nós estamos realmente dispostos a suplicar para mudar a sentença que está sobre a vida de alguns que conhecemos? Talvez a morte esteja rondando nossos sonhos, e não a nada pior do que viver sem sonhos, sem esperança. Tem passado um comercial de um programa que é exibido no domingo a noite, e umas das reportagens fala sobre depressão, segundo as pesquisas em 2030 a depressão será a doença mais incapacitante do mundo, e um dos sintomas é a incapacidade de sonhar, de ter esperança. A história de Jairo nos mostra que nós podemos mudar essa sentença através do nosso clamor a Jesus.

 

3 – Às vezes de quem esperamos uma palavra positiva receberemos palavras cheias de incredulidade. (v.35)

A bíblia nos fala que quando Jairo esta no caminho com Jesus alguns que parecem ser próximos a ele lhe dizem para desistir, pois sua filha havia morrido. Quantas vezes isso acontece conosco, em algumas situações juntamos o restante de nossas forças para ir até Jesus, mas na caminhada recebemos palavras cheias de incredulidade: Isso não tem jeito; porque você ainda ora por ele? Você acha mesmo que Deus vai suprir sua necessidade? Que exagero, deixa seu filho assistir esse programa, não tem nada a vê não, vai criá-lo numa bolha? Muitas vezes esses são os momentos que precisamos decidir quem vamos escutar, e com certeza isso vai determinar que final vamos ter.

Nessa hora Jesus sabia que Jairo precisava de uma palavra de animo, então, sem dar importância aos que esses homens falavam Jesus fala para Jairo: Não tenha medo, tenha fé.

ja

4 – No meio da dor escolha escutar apenas a voz de Jesus que diz: Não tenha  medo, tenha fé. (O tempo verbal no original quer dizer: Pare de temer, continue crendo)

A bíblia nos mostra que a vida chegou aquela casa porque Jairo parou de temer e continuou crendo. Meu convite a você nessa manhã é para parar de temer e continuar crendo, e se em algum momento você parou de suplicar a Jesus porque as palavras de incredulidade foram mais fortes, sempre há tempo de voltar e se humilhar aos pés do nosso Pai.

Layla Cruz

CONTAMINADO – A PATERNIDADE

Publicado: 27/09/2012 por Rubem Cruz em Vida Devocional
Tags:, ,

Olá pessoal! Que saudade de vocês, tenho que dizer que tenho estado em falta com vocês, me perdoem pessoal, mas faltam poucos dias para o meu casamento ai já viu né correria total, demorei mas finalmente terminarei a serie contaminado.

Como vinha falando com vocês Deus tem me ensinado muitas coisas e depois de ser muito ministrado pelo Espírito Santo, comecei a entender a Graça e o Amor de Deus, e para começar esse texto queria compartilhar uma porção da palavra do Senhor, uma parábola bem conhecida de todos nós.

E disse: Um certo homem tinha dois filhos;
E o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence. E ele repartiu por eles a fazenda.
E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente.
E, havendo ele gastado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a padecer necessidades.
E foi, e chegou-se a um dos cidadãos daquela terra, o qual o mandou para os seus campos, a apascentar porcos.
E desejava encher o seu estômago com as bolotas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava nada.
E, tornando em si, disse: Quantos jornaleiros de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome!
Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti;
Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus jornaleiros.
E, levantando-se, foi para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou.
E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho.
Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa; e vesti-lho, e ponde-lhe um anel na mão, e alpacas nos pés;
E trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos, e alegremo-nos;
Porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a alegrar-se.
E o seu filho mais velho estava no campo; e quando veio, e chegou perto de casa, ouviu a música e as danças.
E, chamando um dos servos, perguntou-lhe que era aquilo.
E ele lhe disse: Veio teu irmão; e teu pai matou o bezerro cevado, porque o recebeu são e salvo.
Mas ele se indignou, e não queria entrar.
E saindo o pai, instava com ele. Mas, respondendo ele, disse ao pai: Eis que te sirvo há tantos anos, sem nunca transgredir o teu mandamento, e nunca me deste um cabrito para alegrar-me com os meus amigos;
Vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado.
E ele lhe disse: Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas;
Mas era justo alegrarmo-nos e folgarmos, porque este teu irmão estava morto, e reviveu; e tinha-se perdido, e achou-se. 
Lucas 15:11-32

Essa parábola é maravilhosa, irmãos primeiro quero dizer que Jesus é muito, muito, muito extraordinário, suas parábolas eram sensacionais,mas agora vamos falar dessa especificamente.

Quero que vocês pensem algumas coisas comigo, um filho que chegue para o Pai e fala, me dá minha parte na herança tá falando para o Pai assim:

Morre logo seu velho porque eu quero meu dinheiro. Irmãos um filho falar isso na nossa cultura já é terrível imagina na cultural oriental, que tem toda uma reverência ao pai, o que esse filho fez era imperdoável, e por isso Deus usou esse exemplo, Ele sabia que iríamos errar feio, conhecemos a parabola o pai sempre esteve esperando o filho, eu imagino o pai olhando na janela, esperando a hora que seu filho voltasse e ele voltou e o pai estava lá e o filho mesmo estando longe o tempo todo sabia que tinha um pai. É assim conosco, erramos, nos afastamos, mas sabemos que temos um pai e que Ele está sempre esperando, mas infelizmente muitas vezes a igreja e as pessoas nos mostram um Deus cruel, que quer que façamos tudo certinho, que trabalhemos muito para que ai então Ele nos ame e quase sempre irmãos acreditamos nessa mentira infernal e cremos que para ser filho temos que cumprir um monte de tarefa dada por Deus.

E ai era o ponto que eu queria chegar, vamos ver o outro irmão

Mas ele se indignou, e não queria entrar.
E saindo o pai, instava com ele. Mas, respondendo ele, disse ao pai: Eis que te sirvo há tantos anos, sem nunca transgredir o teu mandamento, e nunca me deste um cabrito para alegrar-me com os meus amigos;
Vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado.
E ele lhe disse: Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas;

Eu por muito tempo fui o irmão mais velho galera, achava que fazendo as coisas todas certinhas, cumprindo o ritual, as tarefas eu seria mais amado, mais espiritual e olhava para os outros filhos com olhar de superioridade e me achava melhor e me indignava quando achava que eles tinham coisas melhores que as minhas. Ah irmãos como somos tolos as vezes perdemos tanto tempo pensando que somos bons demais, quando só somos o que somos por conta da Graça, irmãos se vocês repararem o filho mais velho momento nenhum chama o pai de pai, ele no fundo não tinha o sentimento de filho e sim de servo, de cumpridor daquilo que ele achava que o pai queria dele, fazemos tantas coisas que dizemos que é para Deus, mas é apenas para nosso ego muitas vezes.

Galera de uma vez por todas recebam a paternidade de Deus na sua vida, você é filho(a) amado(a) de Deus, não deixe a síndrome de filho mais velho te dominar, saiba que você não precisa fazer nada para Deus te amar mais ou menos e perceba que não podemos mais viver na lei e sim na graça, temos de parar de colocar um padrão de santidade muito alto para as pessoas e para nós, Deus te perdoa não importa o que você fez.

Muitas vezes olhamos a Graça e achamo-la muito liberal e a Lei parece uma coisa divina e santa, mas Deus nos fez para viver na Graça e no seu amor, Ele não desiste de você, não importa o que você faça ou aonde você esteja, Ele te espera, pare de olhar para o outro com olhos de acusação e olhe com os olhos da Graça, porque é assim que seu Pai te olha todo dia.

Abraço Galera e até a próxima!

As primeiras partes da série 😉

Contaminado

Contaminado 2

Deus abençoe a todos

Rubem Cruz

ELE ME AMA!

Publicado: 14/05/2012 por Rubem Cruz em Amor
Tags:, , ,

Escutamos sempre em nossas igrejas quando estamos no culto, com amigos, célula ou outras programações que Deus nos ama. Mas você sente esse amor? Ou você simplesmente vai sendo levado a acreditar nisso?

Deus nos ama e Ele quer que sintamos esse amor, que sintamos prazer em sua presença um prazer que nada mais possa nos fazer sentir algo parecido. Ele é o nosso Pai e quer muito que sejamos seus filhos.

Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a ele.
1 João 3:1

Porém algumas coisas em nossa caminhada ou algumas escolhas faz com que nos sintamos longe de Deus, faz com que não sintamos seu amor, mesmo sabendo que o amor de Deus nunca muda e que nada pode nos separar do amor Dele, nos sentimos distantes do Pai, e quero falar com vocês de algumas coisas que podem nos fazer sentir assim longe do Pai.

Religiosidade

Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
João 4:23-24

A religiosidade é uma das coisas que pode nos impedir de sentir o amor de Deus, não que o Senhor queira isso mas porque escolhemos uma vida religiosa, a cada dia nos vemos atolados de tarefas e atividades na igreja e passamos a fazer as coisas de forma mecânica, não porque amamos o Senhor mas porque queremos fazer ou porque o pastor ou alguém vai está me olhando ou simplesmente por desencargo de consciência. Pensamos que estamos agradando a Deus mas só agradamos a nós mesmos, vamos ao culto mas ficamos conversando, mexendo no celular e nunca prestamos atenção à palavra, nunca vamos ao culto com a ideia de entregar algo a Deus, sendo que a ideia do culto ou melhor o significado do culto é entrega. O Senhor  procura uma geração de adoradores, pessoas que façam tudo por Ele e para Ele, adoradores que o amam e que sentem prazer em está em sua presença e que sabem que são amados por Ele. Esses são o que o Pai procura.

Pecado

Vinde então, e argui-me, diz o SENHOR: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã.
Isaías 1:18

O pecado nos faz sentir que estamos longe de Deus, mesmo sabendo que o amor Dele nunca muda, Ele não me ama mais porque faço tudo certo e Ele tem não me ama mais se erro o tempo todo. Quando pecamos nos afastamos de Deus porque Ele é um Deus Santo mas se nos arrependermos, Ele nos perdoa porém muitas vezes não nos achamos dignos do perdão de Deus e nos esquecemos do Seu amor, deixamos que a culpa e acusação de satanás nos faça acreditar que Deus não nos ama e somos tomados por um sentimento de culpa tão grande que verdadeiramente nos afastamos Dele e paramos de sentir o Seu amor. Mas o Pai sempre nos perdoa.

O ultimo ponto talvez seja o que mais nos atrapalha de sentir o amor de Deus e muitas vezes nem sabemos o quanto isso tem nos atrapalhado por tanto tempo.

Feridas (Marcas)

Porque, quando meu pai e minha mãe me desampararem, o SENHOR me recolherá.
Salmos 27:10

Quero falar com vocês de feridas, falar das dores,rejeições, abandonos, abusos, violência, falar daquilo que marcou você a vida toda e talvez você ainda nem se deu conta que isso está ai dentro de você e o quanto isso te atrapalha no seu relacionamento com Deus.

Alguém que você confiou muito e depositou todo seu amor e toda sua confiança e essa pessoa te traiu: um ex-namorado(a), amigo, irmão, esposa, marido, filho. E isso de alguma forma deixou uma marca em você, uma ferida que nunca foi curada e você acaba acreditando que Deus vai fazer o mesmo com você não é?

Quantas vezes você foi humilhado, ridicularizado, ofendido, agredido na sua escola e isso te marca até hoje, você é tão inseguro e fraco que não entende até hoje porque mas talvez isso seja resultado de algo de muito tempo atrás. Você se acha gordo, burro, feio, acredita que não sabe fazer nada porque um dia te disseram isso e por muito tempo você escutou isso e você passou a acreditar.

Talvez vocês estejam perguntando: Por que esse versículo Rubinho?

Porque sem duvida os nossos pais são responsáveis pelas maiores marcas que carregamos em nossas vidas, eles são falhos e sabemos e muitas vezes falam muitas coisas que nos magoam e talvez eles não tenham noção do quanto isso nos fere. Talvez seu pai ou sua mãe já tenha dito para você que você não vale nada, que você não vai ser ninguém, que você é um burro, que ele tem vergonha de você, que ele não te ama ou que prefere seu irmão a você, que você foi um erro, talvez sua mãe coloque culpa em você pela separação dela com seu pai, talvez seu pai tenha tocado em você onde ele não deveria ter tocado, talvez seu pai tenha abusado de você, te abandonado, talvez eles tenham te humilhado ou talvez você nunca conheceu seu pai e sua mãe. E várias vezes você não entendeu porque seu amigo levava cartinha para o pai ou a mãe dele e você não podia fazer o mesmo. Para ser sincero não tenho resposta para suas perguntas mas o Senhor tem e Ele quer ser seu Pai, aquele que você sempre procurou, Ele quer que verdadeiramente você sinta seu amor, então Ele escreveu uma carta para você. E quero que você assista a esse vídeo e depois volte para o post. Ok?

Ele te ama, Ele não conta os seus pecados, você não é um erro, você é a coroa da criação Dele, Ele te escolheu mesmo antes de você de ter nascido, Ele te formou no ventre da sua mãe, Ele vai suprir todas as suas necessidades, Ele nunca vai se esquecer de você porque seu nome tá gravado na palma da mão Dele, Ele não é uma religião, Ele é Deus, Ele te ama tanto que te chama para ser filho Dele, Ele quer te pegar no colo, quer curar suas feridas, Ele quer te ajudar com seus pecados porque Ele sabe que você é fraco e não conseguirá sozinho, Ele acredita em você. E Ele te ama tanto que deu seu único filho por você, para que você também pudesse ser chamado de Filho. Sinta esse amor!

Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir,
Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor. 
Romanos 8:38-39

Para terminar deixo essa canção que tanto tem me abençoado. E que vai te abençoar também.

Que você passe a experimentar o verdadeiro amor do Pai.

Deus abençoe galera!

Rubem Cruz

E O QUE FAREMOS DIANTE DE TÃO GRANDE AMOR?

Publicado: 17/03/2012 por Rubem Cruz em Amor
Tags:, , ,

Uma das melhores experiências na nossa vida é sentir-nos amados por alguém, não é mesmo? Agora vamos um pouco mais além, imagine como é bom sermos amados por Deus, o Senhor de toda a humanidade, que nos ama com um amor tão incondicional. Através dessa meditação eu queria levar você a pensar nesse amor maravilhoso.

Deus durante toda a história da humanidade mostrou seu imenso amor para com as pessoas: primeiro, ao criar o homem, mostrou seu amor ao fazê-lo a sua imagem e semelhança (Gênesis 1:26) e ao dar de si para criá-lo (Gênesis 2:7) e, depois ao ir todos os dias para visitá-los; mostrou seu amor, depois que o homem pecou e desobedeceu, ao instituir a nova liança e a lei para tentar restituir o contato com as pessoas; mostrou seu amor ao enviar os profetas; mostrou seu amor quando enviou o seu filho para morrer na cruz; enfim… Em todos os relatos da bíblia nós podemos perceber claramente o amor de Deus por nós. Porém vamos analisar alguns versículos em especial.

       “O Senhor lhe apareceu no passado, dizendo: ‘Eu a amei com amor eterno; com amor leal a atraí'” Jeremias 31: 3

“Pode uma mulher esquecer-se do seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas, ainda que esta se esquecesse, eu, todavia, não me esquecerei de ti.” Isaías 49:15

“Povo de Israel, você é meu filho querido, o filho que eu mais amo. Sempre que digo o seu nome, penso em você com amor. O meu coração se comove, e eu certamente terei misericórdia de você. Sou eu, o Senhor, quem está falando.” Jeremias 31:20

“Assim diz o Senhor, aquele que designou o sol para brilhar de dia, que decretou que a lua e as estrelas brilhem de noite, que agita o mar para que as suas ondas rujam; o seu nome é o Senhor dos Exércitos: “Somente se esses decretos desaparecerem de diante de mim, declara o Senhor, deixarão os descendentes de Israel de ser uma nação diante de mim para sempre”. Assim diz o Senhor: “Se os céus em cima puderem ser medidos, e os alicerces da terra embaixo puderem ser soldados, então eu rejeitarei os descendentes de Israel por tudo o que eles têm feito”. diz o Senhor.” Jeremias 31: 35-37

Todos os versículos acima mostram o imenso amor de Deus, mas vamos pensar um pouco no último texto. Nesses versículos, o Senhor está falando para nós, Povo de Israel, que, quando os alicerces da terra puderem ser alcançados e quando os céus puderem ser medidos, nesse momento o Senhor, Deus de toda a humanidade, iria nos abandonar e iria deixar de nos amar. Podem quando conseguirão fazer isso? Nunca. Ou seja, Ele nunca deixará de nos amar e sempre estará conosco. Além desses, uma infinidade de outros versículos falam sobre esse amor incondicional, como:

      “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha vida eterna” João 3:16

A maior manifestação do amor de Deus por nós foi revelada ao entregar seu filho para morrer numa cruz para que nós pudéssemos ter de novo contato com Deus, pra que pudéssemos ter vida eterna. E essa entrega mostra de uma forma mais nítida o amor de Deus por nós e com esse sacrifiício Ele nos mostrou de uma vez por todas o quanto Ele nos amo e nós jamais seremos capazes de dimensionar esse amor. E com esse sacrifício, Ele fez com que nós pudéssemos ser chamados filhos de Deus:

       “Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a ele”. João 3:1

“E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu. De fato, no devido tempo, quando ainda éramos fracos, Cristo morreu pelos ímpios. Dificilmente haverá alguém que morra por um justo, embora pelo homem bom talvez alguém tenha coragem de morrer. Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores” Romanos 5: 5-8

Depois de tudo que foi dito nessa meditação, eu quero te deixar uma pergunta: O que você fará diante de um tão grande amor? Você pode decidir ignorar esse amor e continuar vivendo uma vida que conforme os desejos da carne, vivendo em pecado ou você pode se agarrar a esse amor, dando o seu devido valor e vivendo uma vida diferente, uma vida santa, que agrada a Deus em tudo. Eu escolho dar valor a esse amor e retribuir a Deus, amando-o acima de tudo e vivendo uma vida que o agrade. E você? A escolha é sua!

Brenda Gonçalves

https://www.facebook.com/profile.php?id=100003295331317